Andropausa – a menopausa masculina


Mudanças hormonais também podem afetar os homens.

 Os efeitos hormonais provocados pelo avanço da idade são evidentes e popularmente conhecidos pelas mulheres, que entram na famosa menopausa. Ondas de calor, suor excessivo, alterações de humor e no desejo sexual são sintomas relacionados às mulheres entre 45 e 55 anos, que muitas vezes não são compreendidos pelos homens. Mas será que eles também não sofrem com as mudanças hormonais causadas pela idade?
 
Segundo estudo realizado por uma equipe de pesquisadores da Universidade de Manchester, na Grã-Bretanha, a resposta é afirmativa. A existência da andropausa, a chamada “menopausa masculina”, decorre de um declínio na produção da testosterona – o hormônio sexual masculino, e é comprovada em 2% dos homens com idade entre 40 e 79 anos. A proporção, se comparada às mulheres, é bem  inferior, já que nem todos os homens apresentam quedas hormonais significativas que os levem aos sintomas.
 
O diagnóstico da andropausa, entre os médicos chamada de Distúrbio Androgênico do Envelhecimento Masculino (DAEM), é realizado primeiramente a partir dos sintomas apresentados pelo paciente. Fadiga intensa, irritabilidade, ansiedade, perda de massa muscular e do desejo sexual são alguns dos sintomas característicos, mas que podem variar amplamente, de acordo com o organismo de cada indivíduo. Após avaliação clínica, o médico solicita exames de sangue para constatar o declínio na produção da testosterona. 
 
Existe um tratamento de reposição hormonal, que não pode ser ministrado a homens com histórico familiar ou pessoal de câncer de próstata. A reposição normalmente é feita por injeções  ou comprimidos. Sendo um medicamento, somente deve ser utilizado com prescrição médica, visto que tomar testosterona livremente oferece diversos riscos à saúde, como por exemplo o surgimento ou agravamento de problemas cardiovasculares.
 
Assim como as mulheres são aconselhadas a incluir a soja diariamente nas refeições a fim de reduzir os efeitos da menopausa, os homens também podem reeducar seus hábitos alimentares para combater os efeitos da andropausa. Diminuir a ingestão de gorduras, aumentar o consumo de alimentos ricos em fibras, ingerir líquidos em abundância durante o dia e fazer atividades esportivas ajudam a afastar os sintomas do distúrbio androgênico masculino.
 
Por: AgComunicado