Alimentos ricos em betacaroteno potencializam o bronzeado


Conheça os benefícios desse nutriente

Uma alimentação balanceada, composta por pratos coloridos e variados é o segredo para prevenir doenças e também para manter a beleza em alta. E no verão, há o desejo de se conquistar um belo bronzeado, porém existe o medo de agredir a pele. Uma boa opção é investir nos alimentos ricos em betacaroteno, uma substância antioxidante, proveniente da vitamina A, que estimula o bronzeamento e protege a pele contra os efeitos maléficos dos raios solares.

O betacaroteno é encontrado em vegetais de coloração esverdeada, como o agrião, brócolis e espinafre e em frutas e vegetais alaranjados, como a abóbora, cenoura e manga. Além destes, alimentos fontes de vitamina C, como a laranja, abacaxi e acerola, e vitamina E, como a gema do ovo e sementes de gergelim, também possuem função antioxidante e podem complementar a ação da vitamina A. No verão, os sucos mistos compostos por vegetais e frutas são uma boa pedida.

Para fazer efeito, o consumo do betacaroteno deve ser regular e de preferência, reforçado na dieta cerca de 30 dias antes da exposição ao sol. No entanto, é preciso se atentar às quantidades. O excesso de betacaroteno pode conferir um aspecto amarelado à pele. Os primeiros sinais do excesso podem ser notados nas palmas das mãos. Se estiverem amarelas, é sinal de que há acúmulo do nutriente no organismo. Além disso, o betacaroteno tende a se depositar nas áreas mais oleosas do corpo, como a testa e as costas. Para reverter estes sintomas, basta suspender temporariamente o consumo de betacaroteno e o efeito desaparecerá por si só.

Para obter um bronzeado uniforme e duradouro, é preciso associar o consumo destes alimentos ao uso de protetores solares, cremes hidratantes e se atentar aos horários certos para a exposição ao sol. Receitas caseiras de bronzeador, além de não funcionarem, podem causar manchas na pele e predispor ao risco de doenças dermatológicas.

Quando se trata da pele e da saúde, todo cuidado é pouco. Sempre fale com seu dermatologista a respeito dos seus hábitos de exposição ao sol, pois é notório que ela pode levar ao envelhecimento precoce da pele, além de aumentar os riscos de desenvolvimento de câncer de pele.

Por: AgComunicado