E se o açúcar fosse abandonado da dieta?


Um holandês se submeteu a um teste por 30 dias

 

A glicose em si é componente indispensável ao corpo e atua diretamente na produção de energia ao organismo. A falta deste componente na dieta pode causar sensação de abstinência, além de cansaço e falta de disposição para a realização de tarefas cotidianas.

Mas o açúcar costuma ser consumido em excesso, e não está presente apenas nos doces, mas até mesmo em alimentos salgados. 

Uma experiência de nome Guy gives up added sugar and alcohol for 1 month (Rapaz desiste da adição de açúcar e álcool por 1 mês), foi realizada, em que o holandês Sacha Harland se submeteu a ficar 30 dias sem consumir açúcar e álcool.

Harland foi submetido a vários exames antes,durante e depois de iniciar o experimento. O jovem mudou completamente a dieta, deixou de ingerir bebidas alcoólicas e de comer fast foods.

Alimentos que levam a inscrição E também foram retirados do plano alimentar de Harland, que possuem relação com os aditivos químicos presentes nos molhos, chá gelado, dentre outros alimentos.

Nos primeiros dias do experimento, o jovem se sentia ansioso e com mais fome que o habitual.

O rapaz convivia com seus amigos e precisava suportar vê-los comer fast food enquanto sua ansiedade e fome persistiam. Depois de 25 dias, Harland confessou que já não sentia mais o desejo por doces. 

O jovem introduziu na dieta alimentos que antes não tinha o hábito de consumir como frutas, verduras, fibras, água, cereais, entre outros.

Após o teste, exames foram realizados e constataram diminuição nos níveis de colesterol no corpo de Harland, assim como equilíbrio da pressão arterial e perda de peso de 4 quilos.

O vídeo com o experimento de Sacha Harland foi realizado pela produtora LifeHunters e a principal ideia desse documentário era mostrar que mudanças significativas na dieta alimentar podem refletir diretamente sobre o corpo, proporcionando qualidade de vida.

O álcool é um dos principais vilões da saúde. Logo após ser ingerido se transforma em açúcar no sangue, sem contar que atua diretamente na produção de radicais livres que não apenas destroem células como podem causar envelhecimento precoce. É claro que há momentos em que para comemorar uma bebida é degustada, mas ainda assim, vale repensar com que frequência essa substância é ingerida.

 

Daiana Barasa