A vitamina C ajuda a eliminar a doença crônica?


Dado na dose adequada, a vitamina C pode matar vírus, bactérias, dissolver artérias entupidas e até mesmo matar as células cancerosas.

 
 
Especialistas como os Drs. Steve Hickey, Hillary Roberts, Frederick Klenner, Thomas Levy e muitos outros têm dedicado suas vidas para lançar luz sobre esta valiosa "terapia esquecido" para uma ampla gama de problemas crônicos de saúde, a vitamina C. 
 
 
Dado na dose adequada, a vitamina C pode matar vírus, bactérias, dissolver artérias entupidas e até mesmo matar as células cancerosas. Mas, pode altas doses de vitamina C realmente ajudar pacientes com câncer? Uma pesquisa parece sugerir um retumbante sim! Agora, nós não estamos sugerindo que a vitamina C é a única coisa que precisa ser tomada. 
 
 
Mas, quando se trata de casos aparentemente "impossíveis" - é difícil de ignorar os resultados positivos que a terapia de vitamina C pode trazer. Por exemplo, Jessica Richards, da Inglaterra - recusou-se não apenas a fazer quimioterapia, mas também a uma mastectomia e radioterapia, tratamentos aconselhados pelos médicos. 
 
 
Em vez disso, a ex-modelo de 55 anos de idade decidiu que o que ela precisava era de uma revisão completa da sua dieta. Então, ela cortou laticínios, elevou seu consumo de vegetais e tomou altas doses de vitamina C. Dentro de três semanas do início do seu programa intenso, um exame médico mostrou que o seu tumor tinha desaparecido e seus últimos exames de sangue mostraram que  o sangue voltou normal!
 
 
De acordo com Ronald Hunninghake, Diretor Médico da Clínica de Riordan, "doses marcadamente mais elevadas de vitamina C seletivamente constroem peróxido nas células cancerosas, a ponto de agir de forma semelhante à quimioterapia. Estas dosagens apenas podem ser obtidas por administração intravenosa". 
 
 
Ele continua a dizer " a vitamina C pode ajudar pacientes com câncer a suportarem os efeitos de suas terapias tradicionais, a se curarem mais rápido, a serem mais resistentes a infecções, a desenvolverem um melhor apetite, e a continuarem a ser mais ativos em geral. Essas coisas promovem uma melhor resposta para a sua terapia do câncer".
 
 
Finalmente, de acordo com especialistas, “acreditamos que a vitamina C, por si só, é um lutador relativamente fraco contra o câncer, mas quando acrescentado a vitamina K3, ácido alfa-lipóico, e, mais recentemente, a fração do cogumelo maitake, a vitamina C pode se tornar um dos assassinos do câncer mais poderosos".
 
Henrique Torres