A Predisposição da Ressaca nas Pessoas


Veja como algumas pessoas poder sentir uma ressaca grave

A predisposição da ressaca nas pessoas


A maioria das pessoas de descendência leste asiática tem uma mutação no seu gene de desidrogenase do álcool que faz com que esta enzima seja extraordinariamente eficaz na conversão de etanol em acetaldeído, e cerca de metade dessas pessoas tem também uma forma de desidrogenase de acetaldeído que é menos eficaz, na conversão de acetaldeído em ácido acético. Nestas causas de combinação eles sofrem reação nivelada de álcool, no qual o acetaldeído se acumula depois de se beber, levando a sintomas de ressaca imediata e grave. Essas pessoas são menos susceptíveis de tornarem-se dependentes alcoólicos.


Medidas para prevenir ou aliviar a ressaca
 
  • Reidratação: "intervenções eficazes incluem reidratação, inibidores de prostaglandina e vitamina B6".
 
  • Cardo de leite: uma dosagem pequena antes do consumo de álcool e a mesma dosagem quando cessar a sessão de consumo de álcool, antes de dormir, foi encontrado para aliviar os efeitos de uma ressaca como dores de cabeça, lentidão e náuseas. Cardo de leite funciona para regenerar as células hepáticas e quando combinado com uma ingestão excessiva de vitamina D do sol, pode levar a efeitos rapidamente decrescente de ressaca, alguns até chegam ao ponto onde eles não ficam de ressaca.
 
  • Ácido tolfenâmico (TA): um estudo conclui que "TA foi encontrado para ter um efeito significativamente melhor que o placebo na avaliação subjetiva da eficácia da droga (p < 0,001) e na redução dos sintomas de ressaca relatados em geral (p < 0,01). No grupo TA, significativamente mais baixos escores de sintoma foram obtidos para dor de cabeça (p < 0,01) e para náuseas, vômitos, irritação, tremores, sede e secura da boca (todas p < 0,05)”.
 
  • O medicamento Engov pode ajudar a aliviar ou prevenir os sintomas associados a ressaca.
 
Henrique Torres