A Inibição e a Retração Mental no Estresse


Quais são os mecanismos pelos quais enfrentamos o estresse?

Mecanismos de inibição/retratação mental

 

 

Esses mecanismos de fazer com que o indivíduo tenha uma diminuição (ou em alguns casos, inexistente) consciência sobre sua ansiedade, ameaçando ideias, medos, etc, que vêm de ser conscientes da ameaça percebida.

 

• Deslocamento - isso é quando um indivíduo redireciona seus sentimentos emocionais sobre uma situação para outra, menos ameaçadora.

 

• Repressão – repressão ocorre quando um indivíduo tenta remover todos os seus pensamentos, sentimentos e qualquer coisa relacionada a perturbar e estressar a ameaça fora de sua consciência, a fim de ser desconectado de toda a situação. Quando terminar o tempo suficiente de forma bem sucedida, isso é mais do que apenas a negação.

 

• Formação de reação – um indivíduo substitui seus sentimentos ou pensamentos ou comportamento com exatamente o oposto. Uma tentativa de remover a consciência de qualquer pensamento "inaceitável" substituindo-os por exatamente o oposto.

 

Outros mecanismos de inibição incluem dissociação, negação, projeção e racionalização.

 

Mecanismos ativos do estresse

 

Esses métodos são formas de lidar com o estresse de um indivíduo levando-o a agir:

• Agir – muitas vezes visto como comportamento problemático. Em vez de refletir ou pensar na resolução de problemas, um indivíduo age adaptativos.

 

• Agressão passiva – quando um indivíduo indiretamente lida com sua ansiedade e pensamentos e sentimentos negativos decorrentes de seu stress, atuando de forma ressentida ou hostil para com os outros. Ajuda rejeitando, reclamando. também podem ser incluído nesta categoria.

 

Dependendo da situação, todos esses mecanismos de enfrentamento podem ser adaptativos. 

 

• Reavaliação positiva – energia cognitiva de redirecionamentos para as coisas boas que estão ocorrendo ou não ocorreram ainda. Isso pode levar ao crescimento pessoal, autorreflexão e consciência dos benefícios/alimentação dos seus esforços.

 

Outros mecanismos de enfrentamento adaptativos incluem antecipação, altruísmo e auto-observação.

 

Henrique Torres