A importância de conhecer os primeiros socorros


Para quem presta socorro à vítima, manter a calma é fundamental

Qualquer pessoa pode eventualmente se envolver em um acidente ou sofrer um mal súbito, seja em casa, no trabalho ou no trânsito. Daí a importância de se conhecer  os primeiros socorros. Antes de ajudar alguém, porém, é preciso saber como proceder. A maioria das pessoas entra em pânico frente a um acidente ou alguém que perde os sentidos. Manter a calma neste momento é o fator número um para ajudar a salvar uma vida. Confira abaixo:

Prestar os primeiros socorros não exclui a necessidade de chamar um resgate especializado ou auxílio médico. Esta é a primeira medida a tomar.

Mantenha a serenidade, a confiança e o autocontrole.

Só aplique qualquer procedimento se você de fato souber o que fazer. Na dúvida, apenas proteja o acidentado ou acidentados de perigos maiores e aguarde a emergência chegar.

Avalie o local do acidente de forma rápida, para descartar se há perigos, como por exemplo: riscos de explosão por vazamento de gás ou gasolina, fios elétricos soltos e desencapados no chão, estrada perigosa com intenso tráfego de veículos, presença de andaimes ou máquinas trabalhando ou risco de desmoronamento.

Só remova o acidentado do local se houver risco de vida para ele ou para quem está prestando socorro.

Antes de dizer qualquer coisa ao acidentado sobre a sua situação ou estado, avalie a necessidade disso, evitando passar ansiedade, estresse ou medo desnecessários. Por isso, é muito importante que o seu tom de voz, ao falar com ele, seja confiante e tranquilo;

Aplique com tranquilidade os procedimentos de primeiros socorros na própria posição em que ele se encontra. Aja somente até o ponto que você sabe.

Jamais tente transportar um acidentado ou medicá-lo.

Não permita que outras pessoas o removam ou manuseiem, para não causar outras lesões ou agravar mais a situação.

Nunca ponha sua própria vida em risco. Tenha cuidado ao ter contato com fluidos, sangue ou secreções, pois muitas doenças são transmitidas através desse contato.

Não dê comida ou água para a vítima. Se possível, apenas molhe a sua boca com algodão ou um lenço limpo umedecido em água. Caso a pessoa sinta frio, procure cobri-la para conservar a temperatura do corpo e protegê-la do frio e da chuva.

Por: AgComunicado