A doença celíaca tem cura?


A doença celíaca não possui uma cura, só que ela pode ser controlada com a ajuda da alimentação!

 
 
A doença celíaca não possui uma cura, só que ela pode ser controlada com a ajuda da alimentação! A nutricionista faz uma lista dos alimentos que podem ser ingeridos! Diarreia crônica, perda de peso, assim como a anemia, podem ser alguns dos sintomas provocados pela doença celíaca, que ocorre assim que o nosso organismo apresenta certa intolerância ao glúten. Isto quer dizer que nós não podemos consumir alimentos como pães, bolos ou pizza, cerveja e também, macarrão, entre outros.
 
 
Uma nutricionista do Hospital Daher, fala que devido ao fato de ser uma doença que tem origem genética, nós não temos como prevenir ela. A doença ainda não possui uma cura, só que pode ser controlada por meio de uma dieta restrita, deixando de lado alguns alimentos que possuem o glúten, como a aveia, o trigo, a cevada e também o centeio.
 
 
“A completa restrição do glúten é difícil ou até mesmo impossível de manter, por causa da diversidade de alimentos que possuem grandes quantidades de glúten e estão disponíveis nos mercados.
 
 
Devido a este fato é importante sempre analisar bem os rótulos dos alimentos e trocá-los por derivados de milho, de batata, de arroz ou de soja e também da mandioca, entre outros”, indica a nutricionista. “Desta forma se torna possível evitar os incômodos causados pela doença e levar uma vida normal”, afirma a especialista.
 
 
A nutricionista faz uma lista de certos produtos que são permitidos para as pessoas que são portadoras da doença celíaca: os biscoitos, os bolos que têm a base de tapioca ou de fécula de batata, polvilho seja ele doce ou azedo, milho e também maisena; frutas e verduras podem ser comidas à vontade; o arroz branco e também o integral; a farinha de mandioca; o leite fermentado, o iogurte, a coalhada, o queijo, a manteiga e o creme de leite.
 
 
Também os ovos; os peixes gordos: o salmão, o atum, a sardinha, a cavala; a gelatina, o pudim de arroz, o sagu ou então a maisena, a geleia de mocotó, a geleia de fruta, a goiabada, a bananada, a marmelada; o azeite de oliva extravirgem, o óleo de canola, de milho, de soja ou de girassol; a soja e os seus derivados: o leite, o tofu, a proteína vegetal texturizada; os sucos de frutas, os chás claros e o cacau são exemplos de alguns alimentos que podem ser consumidos por pessoas que têm intolerância ao glúten. 
 
Henrique Torres