A Diabetes e seus tipos


o que é a diabete, quais os tipos mais comuns de diabetes

 

A diabetes é uma das doenças que mais afeta as pessoas, ela vai desde crianças entre os 9 anos e vai ate pessoas com  45 anos para cima. No Brasil, a diabetes afeta 12% da população. De acordo com a OMS (Organização Mundial da Saúde) a diabetes está entre as cinco doenças de maior índice de morte no mundo.
Mas o que é a diabetes?
A diabetes é uma doença metabólica, que se caracteriza pelo aumento anormal de glicose no sangue. A glicose é a substancia principal que fornece energia ao corpo, todavia, quando há glicose em excesso no organismo, ela pode trazer diversos problemas à saúde da pessoa.
Quais são os tipos de diabetes?
Os principais tipos de diabetes, que apresentam mais casos pelo mundo são: A diabetes gestacional, a diabetes tipo 1 e diabetes tipo 2. Todavia existem outros tipos de diabetes, como a diabetes secundário ao Aumento de Função das Glândulas Endócrinas, a Doenças Pancreáticas, diabetes Adquirida à Insulina, Diabetes Associado à Poliendocrinopatias, à Desnutrição, Diabetes Relacionados à insulinopatias e a Diabetes Tipo LADA. No entanto, vamos ver um pouco sobre os três casos mais comuns de diabete, a gestacional, a tipo 1 e a tipo 2.
Diabete gestacional ocorre quando a alteração das taxas de glicose no sangue ocorre primeiramente durante a gravidez. Essa alteração pode permanecer ou desaparecer depois do parto. Essa diabetes traz resultados para o bebê. O bebê da gestante diabética pode crescer com mais de 5 kg, sendo a média para os bebês das mães não diabéticas, de 3,5kg. Caso os níveis de glicemia estejam elevados após 36 semanas, o bebê ainda terá um nível alto de insulina, podendo acarretar na morte do bebê. A diabetes pode causar edemas no bebê e transtornos hipertensivos, náuseas constantes durante a gestação, complicações no trabalho de parto e complicações maternas após o parto nas semanas seguintes. 
Diabete tipo-1, é uma doença auto-imune que destrói as células betas responsáveis pela produção de insulina. Essa diabete aparece quando o organismo deixa de produzir insulina, que é vital para transportar a glicose para as células. Quando essa transferência na ocorre há o aumento nas taxas de glicose no sangue, podendo afetar os olhos, rins, nervos e o coração. Os sintomas dessa diabetes são: vontade de urinar por mais vezes, sente mais fome, mais sede, perde peso, sente fraqueza, fadiga, nervosismo, tem mudanças de humor, náusea e vomito. 
Diabetes tipo-2, alguns fatores estão relacionados com ela, como fatores de hereditariedade, sedentarismo e obesidade. Estudos estimam que 60 a 90% das pessoas que tem essa diabetes, são obesas. O público mais afetado por ela, esta na faixa dos 40 anos.  A diabetes tipo-2 é de 8 a 10 vezes mais comum do que a tipo-1. Seus principais sintomas são: infecções mais freqüentes; Alterações visuais, como visão embaçada, dificuldade em cicatrizar feridas, formigamento nos pés e o constante aparecimento de furúnculos.

diabetes1-2A diabetes é uma das doenças que mais afeta as pessoas, ela vai desde crianças entre os 9 anos e vai ate pessoas com  45 anos para cima. No Brasil, a diabetes afeta 12% da população. De acordo com a OMS (Organização Mundial da Saúde) a diabetes está entre as cinco doenças de maior índice de morte no mundo.

Mas o que é a diabetes?

A diabetes é uma doença metabólica, que se caracteriza pelo aumento anormal de glicose no sangue. A glicose é a substancia principal que fornece energia ao corpo, todavia, quando há glicose em excesso no organismo, ela pode trazer diversos problemas à saúde da pessoa.

Quais são os tipos de diabetes?

Os principais tipos de diabetes, que apresentam mais casos pelo mundo são: A diabetes gestacional, a diabetes tipo 1 e diabetes tipo 2. Todavia existem outros tipos de diabetes, como a diabetes secundário ao Aumento de Função das Glândulas Endócrinas, a Doenças Pancreáticas, diabetes Adquirida à Insulina, Diabetes Associado à Poliendocrinopatias, à Desnutrição, Diabetes Relacionados à insulinopatias e a Diabetes Tipo LADA. No entanto, vamos ver um pouco sobre os três casos mais comuns de diabete, a gestacional, a tipo 1 e a tipo 2.

Diabete gestacional ocorre quando a alteração das taxas de glicose no sangue ocorre primeiramente durante a gravidez. Essa alteração pode permanecer ou desaparecer depois do parto. Essa diabetes traz resultados para o bebê. O bebê da gestante diabética pode crescer com mais de 5 kg, sendo a média para os bebês das mães não diabéticas, de 3,5kg. Caso os níveis de glicemia estejam elevados após 36 semanas, o bebê ainda terá um nível alto de insulina, podendo acarretar na morte do bebê. A diabetes pode causar edemas no bebê e transtornos hipertensivos, náuseas constantes durante a gestação, complicações no trabalho de parto e complicações maternas após o parto nas semanas seguintes. 

Diabete tipo-1, é uma doença auto-imune que destrói as células betas responsáveis pela produção de insulina. Essa diabete aparece quando o organismo deixa de produzir insulina, que é vital para transportar a glicose para as células. Quando essa transferência na ocorre há o aumento nas taxas de glicose no sangue, podendo afetar os olhos, rins, nervos e o coração. Os sintomas dessa diabetes são: vontade de urinar por mais vezes, sente mais fome, mais sede, perde peso, sente fraqueza, fadiga, nervosismo, tem mudanças de humor, náusea e vomito. 

Diabetes tipo-2, alguns fatores estão relacionados com ela, como fatores de hereditariedade, sedentarismo e obesidade. Estudos estimam que 60 a 90% das pessoas que tem essa diabetes, são obesas. O público mais afetado por ela, esta na faixa dos 40 anos.  A diabetes tipo-2 é de 8 a 10 vezes mais comum do que a tipo-1. Seus principais sintomas são: infecções mais freqüentes; Alterações visuais, como visão embaçada, dificuldade em cicatrizar feridas, formigamento nos pés e o constante aparecimento de furúnculos.