A Carga de Trabalho dos Médicos e o Impacto nos Pacientes


Médicos acreditam que o número de pacientes atendidos no mês ultrapassa os níveis seguros

A Carga de Trabalho dos Médicos e o Impacto nos Pacientes
 
 
De acordo com os resultados de um estudo realizado pelos pesquisadores da Universidade de Johns Hopkins, 40 por cento dos médicos acreditam que o número de pacientes que os visitam durante o período de um mês muitas vezes ultrapassa os níveis seguros. 36 por cento destes médicos relataram uma alta frequência de pacientes mais de uma vez por semana.  Todos os anos cerca de 98.000 pessoas morrem no hospital devido a erros médicos que podem ser prevenidos.
 
 
Os autores disseram que: "aumentar excessivamente a carga de trabalho dos médicos pode fazer com que os cuidados de qualidade se tornem inferiores e diminua o tempo de atendimento direto ao paciente, que pode paradoxalmente aumentar, em vez de diminuir os custos". Alguns médicos acreditam que o número de 04 consultas eletivas a cada hora seria o mais razoável e recomendável.
 
 
Os pesquisadores acrescentaram que: "Os hospitais frequentemente relataram que essa carga de trabalho excessiva dos médicos impede que eles discutam as opções de tratamento com os pacientes, causando atraso na admissão do paciente e causando sobrecargas no sistema e a piora na satisfação do paciente. Mais de 20 por cento dos médicos relataram que sua carga de trabalho provavelmente contribuiu para as transferências de pacientes, a mobilidade ou a mortalidade dos pacientes".
 
 
Curiosamente, de acordo com o jornal da associação médica americana, o número de horas que os médicos estão trabalhando tem diminuído nos últimos anos, mesmo que a demanda tenha sido maior do que nunca, e há uma grave escassez de médicos no país.
 
Henrique Torres