A Alimentação e a Prevenção do Câncer de Mama


O consumo de fruta e vegetal pode diminuir o risco menor de câncer de mama ER negativo

A Alimentação e a Prevenção do Câncer de Mama
 
 
Os pesquisadores analisaram dados de 20 estudos em mulheres que foram seguidas por um máximo de 11 a 20 anos. Eles investigaram a associação da alta ingestão de frutas e verduras em comparação com a baixa ingestão de frutas e verduras e o risco de desenvolver câncer de mama em cada estudo e então combinaram a estimativa do estudo específico para gerar estimativas resumidas de todos os estudos combinados. 
 
 
Os pesquisadores descobriram que o consumo de fruta e ingestão de vegetal estava ligado de forma significativa a um risco menor de câncer de mama ER negativo, mas não com o risco de câncer de mama total ou risco de tumores de mama ER +. Os resultados mostraram que o risco mais baixo era principalmente associado com maior consumo de vegetal. "Esses achados apoiam o valor de examinar fatores etiológicos em relação ao câncer de mama, caracterizado pelo status de receptores hormonais em grandes análises, pois modestas associações com os subtipos de câncer de mama menos comuns podem ter sido perdidos em estudos menores", observam os autores. 
 
 
Em um editorial acompanhando, a Dra. Cynthia A. Thomson, e a Dra. Patricia A. Thompson, ambas da Universidade do Arizona Cancer Center, escreveram que as conclusões do estudo suportam a ênfase que uma maior ingestão de hortaliças (e uma fruta em medida menor) podem reduzir o risco de câncer de mama ER negativo. No entanto, elas também escrevem que, "a interpretação destes achados podem também ser desafiados pelos efeitos conhecidos de outros potenciais confundidores, incluindo a agregação de comportamentos de saúde". Depois de descoberto, o tratamento do câncer de mama pode ser feito com medicamentos especiais como o Avastin.
 
Henrique Torres