A AIDS e as Infecções


Veja como as infecções costuma ocorrer nos pacientes com AIDS.

Infecções oportunistas

 

Medidas para prevenir infecções oportunistas são eficazes para muitas pessoas com HIV/AIDS. Tratamento com medicamentos antivirais, muitas vezes melhoram o atual estado, bem como diminui o risco de futuras, infecções oportunistas. Vacinação contra hepatite a e b é aconselhado para todas as pessoas em risco de HIV antes de eles tornarem-se infectados, porém também pode ser dada após a infecção.Medicamentos Trimethoprim/sulfamethoxazole profilaxia entre quatro a seis semanas de idade e acabamento amamentação em lactentes nascidos de HIV positivo, recomenda-se a mães em recurso limitado de configurações. É também recomendável para evitar que o PCP quando a contagem de CD4 dos povos é abaixo de 200 células/uL e em quem tem ou teve anteriormente o PCP. Pessoas com imunossupressão substancial também são aconselhadas a receber a terapia profilática para toxoplasmose e meningite Cryptococcus. Medidas adequadas de prevenção reduziram a taxa de infecções por esses em 50% entre 1992 e 1997.

 

Certos medicamentos podem ser associados com defeitos de nascimento e, portanto, não é adequado para mulheres que desejam ter filhos.

 

Recomendações de tratamento para crianças são um pouco diferentes dos adultos. O mundo em desenvolvimento, a partir de 2010, 23% das crianças que estavam precisando de tratamento teve acesso. Tanto a organização mundial de saúde e dos Estados Unidos recomendam tratamento para todas as crianças com menos de doze meses de idade. Os Estados Unidos recomenda naqueles entre um ano e cinco anos de idade o tratamento em pessoas com contagens de RNA de HIV de mais de 100.000 cópias/mL e os tratamentos quando as contagens de CD4 superiores a cinco anos é menos de 500/ul.

Henrique Torres