Tratamento da insuficiência renal crônica


Conheça uma nova opção de tratamento para a insuficiência renal crônica

A insuficiência renal crônica, também chamada de doença renal crônica (DRC), afeta o bom funcionamento dos rins, que são responsáveis por eliminar  toxinas e o excesso de água do organismo.

Os rins também produzem alguns hormônios importantes para a saúde, além de participar do controle da pressão arterial. Dessa forma, a perda da função dos rins pode causar hipertensão, doenças cardíacas, anemia e inchaço decorrente da retenção hídrica. 

A doença pode ser causada por diversos fatores como por consequência de outras doenças como a hipertensão, diabetes, doenças autoimunes e doenças cardíacas, além do uso excessivo de medicamentos e substâncias químicas tóxicas.

Atualmente, cerca de um em cada dez adultos sofrem de doença renal crônica. Contudo, boa parte dos casos são diagnosticados em fase avançada, visto que a doença, nos primeiros estágios, pode ser assintomática, ou seja, quando a pessoa  percebe alguma alteração, ela já costuma estar com o funcionamento dos rins completamente comprometido.

Tratamento de Insuficiência renal crônica:

Para o tratamento efetivo da Insuficiência renal crônica é importante controlar a  pressão arterial, reduzir a ingestão de sal, evitar o uso de medicamentos sem prescrição médica e moderar o consumo de proteína animal (carnes, aves, ovos, leites e derivados). Além disso, existem medicamentos especiais que auxiliam as funções renais.

O Eprex, que possui em sua composição a substância Alfaepoetina, é um medicamento indicado para o tratamento da anemia secundária e a insuficiência renal crônica em crianças e adultos, principalmente que estejam realizando diálise ou em fase pré-diálise.

O medicamento Eprex atua por meio do aumento da hemoglobina (quantidade de células vermelhas no sangue). Sua início de ação não é imediato, levando, geralmente, algumas semanas para alcançar os resultados iniciais. 

 

Eprex (alfaepoetina) é contraindicado em caso de Hipersensibilidade a qualquer componente da sua fórmula do medicamento, em caso de pressão alta não controlada e doença grave no coração.

Antes de utilizar qualquer medicamento consulte o seu médico.

Fontes:

Anvisa – Eprex:

http://www.anvisa.gov.br/datavisa/fila_bula/frmVisualizarBula.asp?pNuTransacao=7736762014&pIdAnexo=2214409

Vanessa Ferreira