Sprycel no tratamento da LMC


A leucemia mieloide crônica (LMC) é um tipo de câncer do sangue resultante de uma alteração no DNA das células-tronco, é uma alteração no material genético das células responsáveis por dar origem a todos os componentes do nosso sangue

Sprycel (dasatinibe) é uma excelente opção no combate da leucemia mieloide crônica (LMC) nas fases crônica, acelerada ou blástica mieloide/linfoide, sendo principalmente indicado para pacientes com resistência ou intolerância à terapia anterior incluindo imatinibe, a substância ativa do medicamento Glivec.

O que é leucemia mieloide crônica?

A leucemia mieloide crônica é um tipo de câncer do sangue resultante de uma alteração no DNA das células-tronco, é uma alteração no material genético das células responsáveis por dar origem a todos os componentes do nosso sangue. A leucemia mieloide crônica se diferencia das demais leucemias pela presença de uma anormalidade em alguns genes denominada Ph-positiva ou cromossomo Philadelphia.

Essa doença ocorre quando os glóbulos brancos, ainda na medula óssea, sofrem uma mutação em dois de seus cromossomos, acontece uma troca de pedaços de dois cromossomos diferentes, constituindo cromossomos anormais. As células com os genes alterados começam a se multiplicar sem controle e se acumular no sangue. Muitas delas ainda conseguem desempenhar as funções normais, por isso os sintomas podem demorar a aparecer.

Quando diagnosticada, o indivíduo deve iniciar o tratamento imediatamente, há tratamentos eficientes e com ótimos resultados para combater a doença. É extremamente importante seguir todas as orientações do médico especialista rigorosamente, pois há um risco da doença evoluir para uma leucemia mieloide aguda.

Sprycel Bula:
 
O uso do medicamento Sprycel não é recomendado para pacientes que apresentam hipersensibilidade a qualquer componente encontrado na fórmula e mulheres grávidas. Antes de iniciar a terapia com Sprycel informe ao seu médico todas suas condições de saúde, se tem algum problema no fígado ou no coração, se é intolerante à lactose ou se tem uma vida sexual ativa. Além disso, informe o seu médico sobre o uso de outros medicamentos.

Além disso, o uso de Sprycel pode causar a redução do número de células vermelhas, podendo causar anemia; redução de células brancas, resultando em uma neurogenia ou de plaquetas caracterizando uma trombocitopenia. Dessa forma, durante o tratamento, o médico deve acompanhar os níveis sanguíneos por meio de hemogramas completos, para prevenir possíveis riscos à saúde.

Vanessa Ferreira