Sprycel - Leucemia


Sprycel medicamento age reduzindo a atividade das proteínas dentro das células leucêmicas, impedindo a evolução e disseminação do câncer

Sprycel (dasatinibe) é um medicamento anticancerígeno indicado para o tratamento de alguns tipos de leucemia, como a mieloide e linfoide nas fases crônica, acelerada ou blástica. O dasatinibe, substância ativa do medicamento Sprycel, pertence à classe dos inibidores de quinase, proteínas responsáveis pelo crescimento descontrolado das células leucêmicas.

Sprycel medicamento age reduzindo a atividade das proteínas dentro das células leucêmicas, impedindo a evolução e disseminação do câncer. Sua ação elimina as células leucêmicas na medula óssea e permite a normalização de células vermelhas, brancas e plaquetas no sangue.

A Leucemia é caracterizada como o câncer dos leucócitos (células brancas do sangue). A doença se inicia na medula óssea e, em estágios avançados, se espalha para outras partes do corpo. A Leucemia é dividida em linfoide e mieloide, dependendo de qual grupo de leucócitos ela se originou. A leucemia mieloide crônica (LMC) ou leucemia mieloblástica crônica se inicia na medula óssea e invade o sangue periférico. É um câncer adquirido envolvendo o DNA na medula óssea, não estando presente no momento do nascimento.

Sprycel Bula:

O medicamento Sprycel é contraindicado para pacientes com hipersensibilidade a qualquer componente da fórmula. Gestantes e lactantes devem consultar o médico sobre os riscos do tratamento com Sprycel, pois a administração inadequada pode causar danos ao feto.

O tratamento com o Sprycel deve ser iniciado por um médico com experiência no diagnóstico e tratamento de doentes com leucemia. Antes de iniciar a terapia com Sprycel 50mg informe ao seu médico todas suas condições de saúde.

Sprycel – Efeito colaterais:

O uso do medicamento Sprycel 50mg pode causar algumas reações adversas como a diminuição do número de células vermelhas no sangue, caracterizando uma anemia, de células brancas caracterizando uma neutropenia ou de plaquetas caracterizando uma trombocitopenia. Dessa forma, é de extrema importância um acompanhamento médico durante o tratamento para que seja feito um controle dos níveis sanguíneos. Informe o seu médico sobre as reações adversas que venha a sentir após a administração do medicamento. Seu médico fará exames de sangue regularmente durante o tratamento.

Sprycel também pode causar sangramento anormal, retenção de líquido, problemas cardíacos e falta de ar. Outros efeitos colaterais comuns são diarreia dor de cabeça, tosse, febre, náusea, fadiga e dor muscular.

Vanessa Ferreira