Câncer de mama o que é?


O Câncer de mama é uma doença que acomete mais as mulheres do que os homens. Estudos mostram que a proporção de câncer de mama em homens e mulheres é de 1:100. Desta forma, para cada 100 mulheres com...

Câncer de mama o que é?

As mamas são glândulas com a principal função de produzir leite, que se forma nos lóbulos e é conduzido até os mamilos por pequenos canais chamados ductos. Quando as células da mama começam a se dividir de forma desordenada e descontrolada, pode resultar em um tumor maligno, ocasionando o câncer de mama.

O Câncer de mama é uma doença que acomete mais as mulheres do que os homens. Estudos mostram que a proporção de câncer de mama em homens e mulheres é de 1:100. Desta forma, para cada 100 mulheres com câncer de mama, um homem terá a doença. Segundo dados da Sociedade Brasileira de Mastologia, cerca de uma a cada 12 mulheres terão um carcinoma nas mamas até os 90 anos de idade.

Câncer de mama sintomas:

O principal sintoma da doença costuma ser a presença de um nódulo único, não doloroso e endurecido na mama. Além disso, outros sintomas devem ser levados em consideração como, deformidade e/ou aumento da mama, a retração da pele ou do mamilo, os gânglios axilares aumentados, vermelhidão, edema, dor e a presença de líquido nos mamilos. É importante ressaltar que qualquer sintoma diferente nas mamas, deve-se procurar o médico com urgência para realizar todos os exames necessários.

Câncer de mama fatores de risco:

Os principais fatores de risco para o câncer de mama são:

-Histórico familiar;
-Idade (mulheres entre 40 e 69 anos);
-Menstruação precoce (a relação entre a menstruação e câncer de mama está no fato de que é no início desse período que o corpo da mulher passa a produzir quantidades maiores do hormônio estrógeno, em quantidades alteradas facilita a proliferação desordenada e o desenvolvimento de células mamárias, resultando em um carcinoma).
-Menopausa tardia (enquanto a menstruação não acabar, os ovários continuam a produzir o estrógeno, deixando as glândulas mamárias mais expostas ao crescimento de células anormais e desordenadas).
-Reposição hormonal (muitas mulheres optam pela reposição hormonal para reduzir os sintomas da menopausa, porém, os níveis de estrógeno podem aumentar e causar um carcinoma na mama).
-Colesterol alto (o colesterol é a gordura que serve de matéria prima para a produção do estrógeno, mulheres com altos níveis de colesterol tendem a produzir esse hormônio em maior quantidade, aumentando o risco de desenvolver o câncer de mama).
-Câncer de mama anterior (pacientes que já tiveram câncer de mama têm mais chances de apresentar outro tumor).

Câncer de mama tratamento:

Existem várias formas de tratamento para o câncer de mama, os mais comuns são: quimioterapia (uso de medicamentos para destruir as células cancerígenas), radioterapia (radiação), hormonoterapia (medicação que bloqueia a ação dos hormônios femininos), cirurgia (remoção do tumor) ou mastectomia (retirada completa da mama). Em alguns casos, podem ser combinados com outras formas de tratamentos, como o uso de medicamentos.

 

 

Vanessa Ferreira