Anemia – Causas, Sintomas e Tratamento


Entenda como tratar e prevenir a anemia

A anemia é um distúrbio do sangue muito comum, não sendo considerada uma doença, mas um sinal de alguma doença. A anemia é caracterizada pela redução da hemoglobina, uma proteína presente no interior da hemácias (glóbulos vermelhos do sangue). A hemoglobina possui a função de transportar oxigênio para todas as células do corpo, sendo essencial para diversas funções, principalmente para a saúde do coração, músculos e do sistema nervoso central.

A hemoglobina é uma molécula portadora de ferro. Portanto, a deficiência de ferro causa a diminuição das hemoglobinas, levando a anemia ferropriva, que é a mais comum.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), 30% da população sofre com a anemia, sendo a doença crônica de maior frequência em todo o mundo. Apesar da elevada prevalência, essa é uma doença de fácil tratamento, principalmente as causadas pela deficiência de ferro, vitamina B12 e ácido fólico, que representam 90% dos casos.

A redução de hemoglobina pode ocorrer por diversos fatores, tais como: pela perda súbita de sangue, por questões hereditárias, por consequência de doenças da medula óssea e auto-imunes e por deficiência de ferro, vitamina B12 e ácido fólico. 

Os principais sintomas da anemia são fadiga generalizada, batimentos cardíacos acelerados, apatia, falta de apetite e palidez, tanto na pele quanto na parte interna dos olhos e nas gengivas, entre outros sinais clínicos menos frequentes. Pessoas com anemia por deficiência do ferro (ferropriva), podem apresentar perversão do apetite, com desejo de comer terra ou tijolo.

Como prevenir a anemia?

Para a prevenção da anemia a melhor estratégia é o consumo de alimentos ricos em ferro e vitamina B12 como as carnes em geral, principalmente o fígado. O feijão, lentilha também são fontes ricas desses nutrientes. Já o ácido fólico pode ser encontrado em grande quantidade em alimentos como espinafre, feijão branco, aspargos, verduras de folhas escuras, soja e derivados, laranja, melão e maçã.

Além disso, é importante evitar o abuso de álcool e evitar o uso de medicamentos sem prescrição médica, inclusive analgésicos que podem ser obtidos sem receita. As mulheres com fluxos menstruais muito intensos devem fazer acompanhamento médico periódico para monitorar seus níveis de hemoglobina.

Tratamento:

Antes de iniciar o tratamento é importante descobrir a causa da anemia. Em caso de deficiência de ferro, vitamina B12 ou ácido fólico, é importante introduzir  esses nutrientes na alimentação, ou se necessário, fazer uso de suplementos alimentares.

Na anemia secundária, na qual existe a incapacidade da medula óssea de produzir glóbulos vermelhos, há a possibilidade de tratamento medicamentoso, que normaliza a produção de glóbulos vermelhos. O medicamento Eprex  é uma excelente opção para o tratamento da anemia secundária e a anemia associada ao câncer não mielóide, pois sua ação auxilia a regulação dos glóbulos vermelhos.

O medicamento Eprex (alfaepoetina) é contraindicado em caso de hipersensibilidade a qualquer componente da sua fórmula do medicamento, em caso de pressão alta não controlada e doença grave no coração.

Antes de utilizar qualquer medicamento consulte o seu médico.

Fontes:

Anvisa – Eprex:

http://www.anvisa.gov.br/datavisa/fila_bula/frmVisualizarBula.asp?pNuTransacao=7736762014&pIdAnexo=2214409

Dr. Drauzio Varella – Anemias: http://drauziovarella.com.br/letras/a/anemias

Vanessa Ferreira