Adrenalina para a anafilaxia


A anafilaxia causa alguns sintomas que podem ser perigosos e oferecer riscos a saúde do alérgico

Você sabe o que é anafilaxia? É uma reação alérgica grave e com rápido início de ação após o contato com um alérgeno ao qual a pessoa desenvolveu alguma hipersensibilidade (alimento, medicamento, flores, venenos de inseto, etc.).  A anafilaxia causa alguns sintomas que podem ser perigosos e oferecer riscos a saúde do alérgico, tais como: taquicardia, alterações respiratórias, urticária e edema da glote.

O sistema imunológico é responsável por proteger o organismo contra agressões externas, liberando anticorpos para combater substâncias que podem ser prejudiciais a saúde. Contudo, algumas pessoas desenvolvem uma reação exagerada a algumas substâncias que podem ser inofensivas, produzindo uma reação alérgica. Muitos alérgicos são suscetíveis a desenvolver uma reação alérgica severa que pode levar a anafilaxia.

O principal medicamento indicado para tratar a anafilaxia é a Adrenalina injetável, que é capaz de conter os sintomas, proporcionando que o alérgico consiga receber atendimento médico a tempo. No entanto, a venda de ampolas de Adrenalina é proibida nas farmácias e o medicamento em sua forma autoinjetável (caneta injetora) ainda não foi aprovado para comercialização no Brasil, o que dificulta o acesso ao medicamento por pessoas alérgicas. Atualmente, a Adrenalina autoinjetável pode ser obtida somente via importação ou no pronto-atendimento de hospitais, quando o paciente já chega com quadro de anafilaxia.

A necessidade de liberação da Adrenalina Injetável no Brasil estimulou a criação da Campanha Adrenalina Brasil, em forma de abaixo-assinado, que será encaminhado ao Ministério da Saúde e a Anvisa. A Campanha já conta com mais de 8.000 adesões e reforça a importância da liberação da Adrenalina Injetável no Brasil, visto que ela pode salvar vidas.

Vanessa Ferreira