Adrenalina Injetável: Importância de sua aprovação no Brasil


A Adrenalina é um hormônio que aumenta a resistência vascular periférica e a pressão arterial, além de liberar as vias respiratórias

O aumento de reações anafiláticas nos últimos anos tem chamado a atenção de pesquisadores e profissionais alergistas, que reforçam a importância de maior conhecimento sobre este problema, que pode ser fatal se não tratado adequadamente.

A anafilaxia é uma reação de hipersensibilidade ocasionada pela exposição a substâncias alérgenas, sendo potencialmente fatal em caso de atendimento médico tardio. A Adrenalina autoinjetável é um medicamento capaz de conter os sintomas da crise anafilática, que incluem alterações cardiocirculatórias, urticária, inchaço, insuficiência respiratória e hipotensão. Os sintomas podem ocorrer em minutos após a exposição ao alérgeno, o que, muitas vezes, dificulta o atendimento médico imediato

A Adrenalina injetável é o único medicamento com comprovada ação contra a anafilaxia. A injeção de adrenalina logo no início da crise anafilática possibilita ao paciente mais tempo para receber atendimento médico adequado, reduzindo o risco de morte. Dessa forma, é recomendado que pacientes alérgicos com histórico de anafilaxia estejam sempre portando o medicamento em forma de caneta injetora, que possui a dose ideal de Adrenalina para conter os sintomas de forma segura, além de apresentar fácil aplicação, podendo ser aplicado pelo próprio paciente.

A Adrenalina é um hormônio que aumenta a resistência vascular periférica e a pressão arterial, além de liberar as vias respiratórias. Sua ação também reduz o inchaço e a urticária, que também são sintomas comuns da anafilaxia. Embora sejam comprovados os benefícios da Adrenalina injetável contra a anafilaxia, ela ainda não é aprovada para comercialização no Brasil. Atualmente, os pacientes alérgicos têm acesso ao medicamento somente via importação, o que aumenta o custo do medicamento e a burocracia.

Visando o direito dos pacientes alérgicos ao tratamento adequado, a ASBAI -  Associação Brasileira de Alergia e Imunologia criou um abaixo-assinado que solicita a liberação da Adrenalina autoinjetável no Brasil. Após alcançar a meta de 10.000 assinaturas, o documento será encaminhado à ANVISA (Agencia Nacional de Vigilância Sanitária) e ao Ministério da Saúde. A campanha já conta com mais de 8000 adesões. Participe!

Vanessa Ferreira