A história do Tamoxifeno


O percurso começou com a redescoberta do tamoxifeno, quando foi pensando pela primeira vez na droga como terapia adjuvante do câncer de mama em um tratamento mais estendido. Além disso...

A história do Tamoxifeno


O “inventor” do medicamento Tamoxifeno foi Virgil Craig Jordan, um dos mais importantes cientistas sobre o tema câncer de mama e também provável candidato ao Prêmio Nobel de Medicina. 

Recentemente Craig Jordan revelou o caminho completo que ele e sua equipe percorreram, começando nos anos 1970, para descobrir a aplicação e o uso correto  da droga Tamoxifeno para o tratamento contra o câncer de mama. O percurso começou com a redescoberta do tamoxifeno, quando foi pensando pela primeira vez na droga como terapia adjuvante do câncer de mama em um tratamento mais estendido. Além disso, na época também foram feitos os primeiros testes em quimioprevenção.  Foi então que o cientista descobriu que o tamoxifeno tinha um benefício maior ao longo prazo. O uso por mais de cinco anos mostrou ótimos resultados com quedas significativas no número de mortes de mulheres com câncer de mama. 

A dúvida “Tamoxifeno o que é” resolvida:

Com a chegada dos anos 80, os avanços científicos foram a respeito dos Moduladores Seletivos dos Receptores de Estrógeno (SERMs) e, em 1990, a promessa do raloxifeno acabou, por fim, se concretizando.  Durante esse longo caminho de evolução, Virgil Craig Jordan acabou tendo algumas dúvidas em mente como: "E se o tamoxifeno cuidasse do câncer de mama, mas provocasse alguma outra doença no útero?” pois até então  nenhum pesquisador havia feito essa pergunta e também porque um oncologista nunca olharia a mulher da cintura para baixo, até mesmo por não se tratar da sua “função.

Foi então que o cientista resolveu aprofundar seus estudos e com os resultados, acabou tendo certeza sob sua suspeita. Constatou-se que no útero, o tamoxifeno funciona como agonista, aumentando o risco para câncer de endométrio e também apresentando riscos para doença tromboembólica.  Apesar disso Craig descobriu depois de um tempo que o tamoxifeno atua como anti-estrogênio apenas em certas partes do corpo.

Por isso ele chegou a conclusão que ele e sua equipe precisavam de uma nova estratégia. O tamoxifeno 20mg não seria uma droga para todas as mulheres. Seu uso seria aplicado apenas em estratégia de saúde pública. Constou-se então que o tratamento com Tamoxifeno precisa de receita médica e também varia com a idade. Essa última informação pode ser verificada completa em Tamoxifeno bula. 

Dentre os principais efeitos colaterais do medicamento está o aumento do risco de trombose, aumento dos sintomas da menopausa, retenção de líquido (isso, talvez, confirme a dúvida se Tamoxifeno engorda), pode causar possíveis problemas oculares e seu efeito pode ser reduzido pela utilização  de certas drogas antidepressivas. Além disso também pode provocar dores articulares, e perda de massa óssea. É importante consultar o médico caso quaisquer desses sintomas apareçam. 

Hoje o tamoxifeno se tornou uma das principais opções para quimioprevenção. Acredita-se que a descoberta do tamoxifeno tenha salvado cerca de um milhão de mulheres no mundo. 

 

Carina Xavier