A dança como atividade física


Dançar melhora o condicionamento físico e coordenação motora, além de aliviar os sintomas da TPM

Sair do sedentarismo é um trabalho árduo e o mais difícil nesse processo é encontrar a atividade física ideal. Antes de iniciar a rotina de exercícios físicos, é importante começar com uma atividade prazerosa, que facilitará a regularidade. A dança pode ser uma excelente opção de atividade física para quem não gosta de musculação ou corrida, por exemplo.

A atividade, além de dinâmica e divertida, é um excelente exercício aeróbico, que aumenta o gasto calórico e facilita a queima de gordura. Em uma aula de 1 hora é possível gastar até 600 calorias, dependendo da intensidade dos movimentos.

Além disso, os movimentos liberam a endorfina, responsável pela sensação de prazer e bem-estar. A dança também melhora a flexibilidade, coordenação motora, equilíbrio, postura e condicionamento físico.

Muitos associam a dança a um tipo de terapia, visto que com ela é possível combater a timidez e depressão, além de elevar a autoestima e disposição. A atividade física também está ligada ao combate da TPM, pois o exercício reduz os níveis de estrogênio, reduzindo o fluxo menstrual e os sintomas decorrentes do período menstrual.

A dança também é democrática. Não há contraindicação e, nem mesmo restrição de idade ou sexo. Contudo, os passos devem ser adaptados as limitações físicas e cada um.

Antes de iniciar as aulas de dança, alguns cuidados são importantes, tais como:

- Use roupas apropriadas (tênis e roupas leves);

- Faça um bom aquecimento antes da aula, para preparar a musculatura;

- Hidrate-se antes, durante e depois;

- Respeite os limites do seu corpo;

- Em caso de dor, procure um médico.

Vanessa Ferreira