Bem Vindo a Sare Drogarias
LiveZilla Live Chat Software

Televendas

(11) 2021-6464

MIRANOVA C/21

Fabricante: Bayer

Código do Produto:

De R$ 15,81 Por R$ 15,97

R$ 15,17 no pagamento à vista.

Comprar
bandeiras de cartões

DESCRIÇÃO DO PRODUTO

Miranova

 

Laboratório de Miranova

Schering

Apresentação de Miranova

cada drágea contém 0,10 mg de Miranova - levonorgestrel e 0,02mg de Miranova - etinilestradiol. Miranova é apresentado em Caixa com 21.

Informações sobre Miranova

O efeito anticoncepcional dos contraceptivos orais combinados (COCs) baseia-se na interação de diversos fatores, sendo que os mais importantes são inibição da ovulação e alterações na secreção cervical. Além da proteção contra gravidez, os COCs apresentam diversas propriedades positivas. O ciclo menstrual torna-se mais regular, a menstruação freqüentemente menos dolorosa e o sangramento menos intenso, o que, neste último caso, pode reduzir a possibilidade de ocorrência de deficiência de ferro. Além disso, há evidência da redução do risco de ocorrência de câncer de endométrio e de ovário. Os COCs de dose mais elevada (0,05 mg de Miranova - etinilestradiol) também diminuem a incidência de tumores fibrocísticos de mama, cistos ovarianos, doença inflamatória pélvica e gravidez ectópica. Ainda não existe confirmação de que isto também se aplique aos contraceptivos orais de dose mais baixa. R Farmacocinética - Miranova - levonorgestrel Absorção: O Miranova - levonorgestrel é rápida e completamente absorvido quando administrado pvia oral. As concentrações séricas máximas de cerca de 2,3 ng/ml são atingidas aproximadamente 1,3 horas após ingestão de uma dose única. O Miranova - levonorgestrel é quase que completamente biodisponível após administração oral. Distribuição: O Miranova - levonorgestrel liga-se à albumina sérica e à globulina de ligação aos hormônios sexuais (SHBG). Apenas 1,1 % da concentração total do fármaco no soro está presente na forma de esteróide livre, aproximadamente 65% está ligada especificamente à SHBG e cerca de 34% está ligada de forma inespecífica à albumina. O aumento de SHBG induzido pelo Miranova - etinilestradiol influencia a proporção de Miranova - levonorgestrel ligado às proteínas séricas, promovendo um aumento da fração ligada à SHBG e uma diminuição da fração ligada à albumina. O volume aparente de distribuição de Miranova - levonorgestrel é de aproximadamente 129 l. Metabolismo: O Miranova - levonorgestrel é completamente metabolizado pelas vias conhecidas do metabolismo de esteróides. A taxa de depuração sérica do Miranova - levonorgestrel é de aproximadamente 1,0 ml/min/kg. Eliminação: Os níveis séricos de Miranova - levonorgestrel diminuem em duas fases. A fase de disposição terminal é caracterizada puma meia-vida de aproximadamente 25 horas. O Miranova - levonorgestrel não é excretado na forma inalterada. Seus metabólitos são excretados pelas vias urinária e biliar na proporção de aproximadamente 1:1. A meia-vida de excreção do metabólito é de aproximadamente 1 dia. Condições no estado de equilíbrio: Durante a ingestão diária, os níveis séricos do fármaco aumentam aproximadamente 3 vezes, atingindo o estado de equilíbrio durante a segunda metade de um ciclo de utilização. A farmacocinética do Miranova - levonorgestrel é influenciada pelos níveis de SHBG, os quais aumentam em cerca de 1,5 – 1,6 vezes quando o Miranova - levonorgestrel é concomitantemente administrado com o Miranova - etinilestradiol. No estado de equilíbrio, a taxa de depuração e o volume da distribuição são ligeiramente reduzidos a 0,7 ml/min/Kg e a aproximadamente 100 l, respectivamente. - Miranova - etinilestradiol Absorção: O Miranova - etinilestradiol administrado pvia oral é rápida e completamente absorvido. Os níveis séricos máximos de aproximadamente de 50 pg/ml são alcançados em 1 a 2 horas. Durante a absorção e metabolismo de primeira passagem, o Miranova - etinilestradiol é metabolizado extensivamente, resultando em biodisponibilidade oral média de aproximadamente 45%, com ampla variação interindividual de cerca de 20 a 65%. Distribuição: O Miranova - etinilestradiol liga-se em grande extensão e de forma inespecífica à albumina sérica (aproximadamente 98%) e induz aumento das concentrações séricas de SHBG. Foi determinado o volume aparente de distribuição de cerca de 2,8 a 8,6 l/kg. Metabolismo: O Miranova - etinilestradiol está sujeito à conjugação pré-sistêmica, tanto na mucosa do intestino delgado como no fígado. É metabolizado primariamente phidroxilação aromática, mas com formação de diversos metabólitos hidroxilados e metilados, que estão presentes nas formas livre e conjugada com glicuronídios e sulfato. A taxa de depuração do Miranova - etinilestradiol é de cerca de 2,3 a 7 ml/min/kg. Eliminação: Os níveis séricos de Miranova - etinilestradiol diminuem em duas fases de disposição, caracterizadas pmeias-vidas de cerca de 1 hora e 10 a 20 horas, respectivamente. O Miranova - etinilestradiol não é eliminado na forma inalterada; seus metabólitos são eliminados com meia-vida de aproximadamente um dia. A proporção de excreção é de 4 (urina): 6 (bile). Condições no estado de equilíbrio: As concentrações séricas de Miranova - etinilestradiol aumentam discretamente após administração oral diária de Miranova. Considerando a variação da meia-vida da fase de disposição terminal do soro e a ingestão diária, os níveis séricos de Miranova - etinilestradiol no estado de equilíbrio são alcançados após cerca de uma semana.

Indicações de Miranova

Miranova é indicado para contracepção oral.

Contra Indicações de Miranova

Miranova é contra indicado em caso de contraceptivos orais combinados (COCs) não devem ser utilizados na presença das seguintes condições: - presença ou história de processos trombóticos/tromboembólicos (arteriais ou venosos) como, pexemplo, trombose venosa profunda, embolia pulmonar, infarto do miocárdio; ou de acidente vular cerebral; - presença ou história de sintomas e/ou sinais prodrômicos de trombose (pexemplo: episódio isquêmico transitório, angina pectoris); - história de enxaqueca com sintomas neurológicos focais; - diabetes melitus com alterações vulares; - a presença de um fatde risco grave ou múltiplos fatores de risco para a trombose arterial ou venosa também pode representar uma contra-indicação (veja item Advertências); - presença ou história de pancreatite associada a hipertrigliceridemia grave; - presença ou história de doença hepática grave, enquanto os valores da função hepática não retornarem ao normal; - presença ou história de tumores hepáticos benignos ou malignos; - diagnóstico ou suspeita de neoplasias dependentes de esteróides sexuais (pexemplo, dos órgãos genitais ou das mamas); - sangramento vaginal não-diagnosticado; - suspeita ou diagnóstico de gravidez; - hipersensibilidade às substâncias ativas ou qualquer um dos componentes do produto. Se qualquer uma das condições citadas anteriormente ocorrer pela primeira vez durante o uso de COCs, a sua utilização deve ser ontinuada imediatamente.

Uso na Gravidez de Miranova

Miranova é contra-indicado durante a gravidez. Caso a usuária engravide durante o uso de Miranova, deve-se ontinuar o seu uso. Entretanto, estudos epidemiológicos abrangentes não revelaram risco aumentado de malformações congênitas em crianças nidas de mulheres que tenham utilizado COC antes da gestação. Também não foram verificados efeitos teratogênicos decorrentes da ingestão acidental de COCs no início da gestação. Os COCs podem afetar a lactação, uma vez que podem reduzir a quantidade e alterar a composição do leite materno. Portanto, não é recomendável, em geral, o uso de COCs até que a lactante tenha suspendido completamente a amamentação do seu filho. Pequenas quantidades dos esteróides contraceptivos e/ou de seus metabólitos podem ser excretadas com leite, embora não existam evidências de que haja prejuízo para a saúde da criança. O medicamento não deve ser utilizado durante a gravidez e amamentação.

considerado normal.

Posologia de Miranova

As drágeas devem ser ingeridas na ordem indicada na cartela, p21 dias consecutivos, mantendo-se aproximadamente o mesmo horário e, se necessário, com pequena quantidade de líquido. Cada nova cartela é iniciada após um intervalo de 7 dias sem a ingestão de drágeas, durante o qual deve ocorrer sangramento pprivação hormonal (em 2-3 dias após a ingestão da última drágea). Este sangramento pode não haver cessado antes do início de uma nova cartela. R Início do uso de Miranova - Quando nenhum outro contraceptivo hormonal foi utilizado no mês anteriNo caso da usuária não ter utilizado contraceptivo hormonal no mês anterior, a ingestão deve ser iniciada no 1º dia do ciclo (1º dia de sangramento menstrual). - Mudando de outro contraceptivo oral combinado, anel vaginal ou adesivo transdérmico (contraceptivo) para Miranova A usuária deve começar o uso de Miranova preferencialmente no dia posterià ingestão do último comprimido ativo (último comprimido contendo substância ativa) do contraceptivo utilizado anteriormente ou, no máximo, no dia seguinte ao último dia de pausa ou de tomada de comprimidos inativos. Se estiver mudando de anel vaginal ou adesivo transdérmico, deve começar preferencialmente no dia da retirada ou, no máximo, no dia previsto para a próxima aplicação. - Mudando de um método contraceptivo contendo somente progestógeno (minipílula, injeção, implante) ou Sistema Intra-Uterino (SIU) com liberação de progestógeno para Miranova A usuária poderá iniciar o uso de Miranova em qualquer dia no caso da minipílula ou no dia da retirada do implante ou do SIU ou no dia previsto para a próxima injeção. Nestes três casos (uso anteride minipílula, injeção, implante ou Sistema Intra-Uterino com liberação de progestógeno), recomenda-se usar adicionalmente um método de barreira nos 7 primeiros dias da ingestão de Miranova. - Após abortamento de primeiro trimestre Pode-se iniciar o uso de Miranova imediatamente, sem necessidade de adotar medidas contraceptivas adicionais. - Após parto ou abortamento no segundo trimestre Para amamentação, veja o item Gravidez e lactação. Após parto ou abortamento no segundo trimestre, a usuária deve ser aconselhada a iniciar o COC no período entre o 21º e o 28º dia após o procedimento. Se começar em período posterior, deve-se aconselhar o uso adicional de um método de barreira nos 7 dias iniciais de ingestão. Se já tiver ocorrido relação sexual, deve-se certificar de que a mulher não esteja grávida antes de iniciar o uso do COC ou, então, aguardar a primeira menstruação. R Drágeas esquecidas Se houver transcorrido menos de 12 horas do horário habitual de ingestão, a proteção contraceptiva não será reduzida. A usuária deve tomar imediatamente a drágea esquecida e continuar o restante da cartela no horário habitual. Se houver transcorrido mais de 12 horas, a proteção contraceptiva pode estar reduzida neste ciclo. Neste caso, deve-se ter em mente duas regras básicas: 1) a ingestão das drágeas nunca deve ser interrompida pmais de 7 dias; 2) são necessários 7 dias de ingestão contínua das drágeas para conseguir supressão adequada do eixo hipotálamo-hipófise-ovário. Conseqüentemente, na prática diária, pode-se usar a seguinte orientação: - Esquecimento na 1ª semana A usuária deve ingerir imediatamente a última drágea esquecida, mesmo que isto signifique a ingestão simultânea de duas drágeas. As drágeas restantes devem ser tomadas no horário habitual. Além disso, deve-se adotar um método de barreira (pexemplo, preservativo) durante os 7 dias subseqüentes. Se tiver ocorrido relação sexual nos 7 dias anteriores, deve-se considerar a possibilidade de gravidez. Quanto mais drágeas forem esquecidas e mais perto estiverem do intervalo normal sem tomada de drágeas (pausa), maiserá o risco de gravidez. -Esquecimento na 2ª semana A usuária deve tomar imediatamente a última drágea esquecida, mesmo que isto signifique a ingestão simultânea de duas drágeas e deve continuar tomando o restante da cartela no horário habitual. Se, nos 7 dias precedentes à primeira drágea esquecida, todasdrágeas tiverem sido tomadas conformeinstruções, não é necessária qualquer medida adicional. Porém, se isto não tiver ocorrido, ou se mais do que uma drágea tiver sido esquecida, deve-se aconselhar a adoção de precauções adicionais p7 dias. - Esquecimento na 3ª semana O risco de redução da eficácia é iminente pela proximidade do intervalo sem ingestão de drágeas (pausa). No entanto, ainda se pode minimizar a redução da proteção contraceptiva ajustando o esquema de ingestão das drágeas. Se, nos 7 dias anteriores à primeira drágea esquecida, a ingestão foi feita corretamente, a usuária poderá seguir qualquer uma das duas opções abaixo, sem precisar usar métodos contraceptivos adicionais. Se não feste o caso, ela deve seguir a primeira opção e usar medidas contraceptivas adicionais durante os 7 dias seguintes. 1) Tomar a última drágea esquecida imediatamente, mesmo que isto signifique a ingestão simultânea de duas drágeas e continuar tomandodrágeas seguintes no horário habitual. A nova cartela deve ser iniciada assim que acabar a cartela atual, isto é, sem o intervalo de pausa habitual entre elas. É pouco provável que ocorra sangramento pprivação até o final da segunda cartela, podendo ocorrer gotejamento ou sangramento de escape durante os dias de ingestão das drágeas. 2) Suspender a ingestão das drágeas da cartela atual, fazer um intervalo de até 7 dias sem ingestão de drágeas (incluindo os dias em que se esqueceu de tomá-las) e, a seguir, iniciar uma nova cartela. Se não ocorrer sangramento pprivação no primeiro intervalo normal sem ingestão de drágea (pausa), deve-se considerar a possibilidade de gravidez. R Procedimento em caso de distúrbios gastrintestinais No caso de distúrbios gastrintestinais graves, a absorção pode não ser completa e medidas contraceptivas adicionais devem ser tomadas. Se ocorrerem vômitos dentro de 3 a 4 horas após a ingestão de uma drágea, deve-se seguir o mesmo procedimento usado para esquecimento das drágeas. Se a usuária não quiser alterar seu esquema habitual de ingestão, deve retirar a(s) drágea(s) adicional(is) de outra cartela.

Superdosagem de Miranova

Não há relatos de efeitos deletérios graves decorrentes da superdose. Os sintomas que podem ocorrer nestes casos são: náuseas, vômitos e, em usuárias jovens, sangramento vaginal discreto. Não existe antídoto e o tratamento deve ser sintomático.

COMENTÁRIOS DOS NOSSOS CLIENTES

7 Comentários

usuário

Fácil, rápido e seguro. Bom preço para o produto comprado.

30 de Oct

Marcelo

(Rio de Janeiro)

usuário

Adorei... Muito bom o atendimento e a entrega muito rápida.

30 de Oct

VALDIRENE

(Iporá )

usuário

Tive um problema com os correios na entrega, mas fui muito bem atendida e me ajudaram a resolver meu problema

30 de Oct

RENATA

(São Paulo )

usuário

Compras sem nenhum problema na entrega.

29 de Oct

Noely

(Rondon do Pará )

usuário

Bom dia! Estamos satisfeitos com o atendimento, consideramos todos os itens facilidade compra,atendimento e prazo de entrega excelente. Obrigada, pela atenção.

29 de Oct

(Belém )

usuário

Ótima

29 de Oct

Robson Oliveira da

(Conceição da Feira )

usuário

Estou satisfeita com o atendimento.

29 de Oct

Ana

(Rio de Janeiro)