Tiepem IV 500mg 1 frasco ampola - Imipenem

Tiepem IV 500mg 1 frasco ampola - Imipenem

Fabricante: Biochimico
Código do Produto: 7897406112023
de: R$159,35
por: R$147,14

2x R$73.57

sem juros

por R$142.73 no pagamento em boleto bancário ou débito online.

Parcelamentos em até 2 vezes:
  • 1x R$147.14 s/ juros
  • 2x R$73.57 s/ juros
Venda proibida via internet segundo a portaria 344 ANVISA de 1999. Saiba Mais

Descrição do Produto

Tiepem Apresentação: Pó para solução injetável. Embalagem com uma frasco-ampola para aplicação intravenosa Princípio ativo: imipenem  e cilastatina sodica Composição de Tiepem Cada frasco-ampola contém 500mg de Imipenem e 500mg de cilastatina. Tiepem é tamponado com bicarbonato de sódio para fornecer soluções com pH na faixa de 6,5 a 8,5. Não ocorrem alterações significativas do pH quando as soluções são preparadas e utilizadas de acordo com as instruções. Tiepem contém 37,5 mg de sódio (1,6 mEq). Indicação de Tiepem Tiepem é indicado para tratar infecções intra-abdominais, do trato respiratório inferior, ginecológicas, trato geniturinário, dos ossos e articulações e da pele e tecidos moles. Tiepem é indicado para tratar septicemias e endocardite. Posologia de Tiepem Para a maioria das infecções, costuma-se administrar 1 a 2g de Tiepem, dividindo em 3 ou 4 doses. Para infecções mais moderadas, pode-se administrar 1000mg de Tiepem, duas vezes ao dia. Para tratar infecções causadas por organismos menos suscetiveis, a posologia de Tiepem pode ser aumentada para 4000mg por dia, aplicando no máximo 50mg/kg/dia. Cada dose de Tiepem 500mg deve ser feita durante 20 a 30minutos por via intravenosa. Reações adversas de Tiepem Tiepem pode causar eritema, tromboflebite, exantema, prurido, urticária, eritema polimorfo, síndrome de stevens-johnson, angiodema, necrólise epidérmica tóxica, dermatite esfoliativa, candidíase,  febre, reações anafiláticas, náuseas, vômitos, diarréia, pigmentação dos dentes ou da língua colite pseudomembranosa. Tiepem também pode causar eosinofilia, leucopenia, neutropenia, trombocitopenia, trombocitose, redução da hemoglobina e alguns pacientes podem apresentar teste de coombs direto positivo, aumento das transaminases  séricas, bilirrubinas ou fosfatase alcalina sérica, hepatite, oligúria, anúria, poliúria, insuficiência renal aguda, aumento da creatinina e da uréia sérica, alteração na coloração da urina, atividade mioclônica, alucinações, confusão, convulsões, parestesia, alteração do paladar e perda da audição.