Bem Vindo a Sare Drogarias

Televendas

(11) 2021-6464

LIMBITROL CAPSULAS GEL C/20

Fabricante: Roche

Código do Produto: SKUP5817

De R$ 10,25 Por R$ 9,60

R$ 9,12 no pagamento à vista.

Venda proibida via internet. Portaria 344 de 1998 - ANVISA.

Compre através do nosso televendas - (11)2021-6464

Restrito
bandeiras de cartões

DESCRIÇÃO DO PRODUTO

Limbitrol Indicações de Limbitrol Limbitrol é indicado para estados depressivos acompanhados de ansiedade, inclusive distúrbios funcionais de origem depressiva. Efeitos Colaterais de Limbitrol Em doses terapêuticas o Limbitrol é bem tolerado. No início do tratamento pode surgir astenia passageira que desaparece com adaptação da posologia. Reações anticolinérgicas como secura na boca, constipação, taquicardia moderada e distúrbios de acomodação, desaparecem espontaneamente ou com adaptação da posologia. Os antidepressivos e os neurolépticos podem provocar modificações de EEG particularmente em pacientes predispostos; convulsões foram observadas em raros casos. - Superdosagem: a superdosagem manifesta-se psonolência até coma, confusão mental, excitação, insuficiência cardíaca, distúrbios do ritmo cardíaco, hipotensão, efeitos anticolinérgicos (do tipo atropínico), com taquicardia, secura das mucosas, obstipação até íleo paralítico, retenção de urina, midríase. Recomenda-se lavagem gástrica (mesmo após várias horas da ingestão), monitoramento e tratamento convencional das alterações respiratórias e cardiovulares. Nos casos de intoxicações graves pquaisquer benzodiazepínicos (com coma ou sedação grave) recomenda-se o uso do antagonista específico, o flumazenil, na dose inicial de 0,3 mg EV, com incrementos de 0,3 mg a intervalos de 60 segundos, até reversão do coma. No caso dos benzodiazepínicos de meia vida longa pode haver re-sedação, portanto, recomenda-se o uso de flumazenil pinfusão endovenosa de 0,1 - 0,4 mg/hora, gota a gota, em glicose a 5% ou cloreto de sódio 0,9%, juntamente com os demais processos de reanimação, desde que o flumazenil não reverta a depressão respiratória. Nas intoxicações mistas, o flumazenil também pode ser usado para diagnóstico. Como Usar (Posologia) de Limbitrol 2 a 6 cápsulas ao dia, segundoparticularidades de cada caso. Iniciar o tratamento administrando-se 1 cápsula à noite e 1 pela manhã. A dose principal deve ser sempre ao deitar. Tratamento hospitalar: neste caso, a posologia recomendada pode ser duplicada, se necessário. No entanto, deve ser progressiva até se atingir a dose ótima e bem tolerada. A dose terapêutica média é de 3 cápsulas ao dia. Pacientes idosos e debilitados necessitam de doses mais baixas pcausa de variações da sensibilidade individual. Contra-Indicações de Limbitrol Limbitrol é contra indicado em casos de pacientes com reconhecida hipersensibilidade aos componentes de sua fórmula e a pacientes com glaucoma. Não administrar durante os três primeiros meses da gravidez, a não ser em caso de extrema necessidade, pois como ocorre com outros benzodiazepínicos, não deve ser afastada a possibilidade de ocorrência de danos fetais. Não se deve usar durante o período de recuperação do infarto agudo do miocárdio. Evitar o tratamento prolongado em mulheres em risco de procriar. Existe a possibilidade do Limbitrol passar para o leite materno. Pessa razão, o Limbitrol não deve ser administrado regularmente a lactantes. Precauções de Limbitrol Precaução especial ao se administrar Limbitrol a pacientes com miastenia grave (devido ao relaxamento muscular preexistente) e a pacientes com disfunções renais e hepáticas graves. Panalogia com outros antidepressivos, o Limbitrol pode originar, durante o tratamento, estados paranóides ou pré-delirantes e estados de excitação. Pacientes com hipertrofia prostática podem apresentar aumento dos distúrbios da micção e às vezes retenção urinária. Como ocorre com outros antidepressivos, o tratamento de condições depressivas com Limbitrol pode exacerbar sintomas esquizofrênicos em pacientes com esquizofrenia ou distúrbios esquizoafetivos. Nestes pacientes, portanto, qualquer tratamento prévio prolongado com neurolépticos deve ser mantido. Os antidepressivos e os neurolépticos devem ser administrados com cautela particularmente a pacientes idosos, quando há suspeita de insuficiência cardíaca, ou quando ocorrem perturbações do ritmo cardíaco ou da condução. Dependendo da dose e da sensibilidade individual, o Limbitrol pode modificar a reação do paciente ao dirigir veículos ou operar máquinas perigosas. Pacientes com história de epilepsia que utilizam Limbitrol devem ser mantidos sob observação, uma vez que a amitriptilina, como ocorre com outros antidepressivos tricíclicos, pode ocasionar uma ligeira queda do limiar convulsivo. Dependência: pode ocorrer dependência quando da terapia com benzodiazepínicos. O risco é mais evidente em pacientes em uso prolongado, altas dosagens e particularmente em pacientes predispostos, com história de alcoolismo, abuso de drogas, forte personalidade ou outros distúrbios psiquiátricos graves. No sentido de minimizar o risco de dependência, os benzodiazepínicos só devem ser prescritos após cuidadosa avaliação quanto à indicação e devem ser administrados pperíodo de tempo o mais curto possível. A continuação do tratamento, quando necessária, deve ser acompanhada bem de perto. A duração prolongada do tratamento só se justifica após avaliação cuidadosa dos riscos e benefícios. Abstinência: o início dos sintomas de abstinência é variável, durando poucas horas a uma semana ou mais. Nos casos menos graves, a sintomatologia da abstinência pode restringir-se a tremor, agitação, insônia, ansiedade, cefaléia e dificuldade para concentrar-se. Entretanto, podem ocorrer outros sintomas de abstinência, tais como, sudorese, espasmos muscular e abdominal, alterações na percepção e, mais raramente delirium e convulsões. Na ocorrência de sintomas de abstinência, é necessário um acompanhamento médico bem próximo e apoio para o paciente. A interrupção abrupta deve ser evitada e adotado um esquema de retirada gradual. Interações medicamentosas: o uso concomitante com cimetidine inibe o metabolismo do Limbitrol. O uso concomitante com antitireóideo aumenta o risco de agranulocitose. O uso simultâneo com estrógenos diminui o efeito terapêutico da amitriptilina. O uso simultâneo e prolongado de anticoncepcionais orais e Limbitrol - clordiazepóxido reduz a segurança do anticoncepcional e causa maiincidência de hemorragia. Como ocorre com qualquer substância psicoativa, o efeito do Limbitrol pode ser intensificado pelo álcool. Se o Limbitrol fusado concomitantemente com outros medicamentos de ação central, tais como: neurolépticos, tranqüilizantes, antidepressivos, hipnóticos, analgésicos e anestésicos, seu efeito sedativo pode ser intensificado. A amitriptilina pode inibir a ação dos hipotensores que agem pbloqueio dos neurônios adrenérgicos como, pexemplo, guanetidina, betanidina, debrisoquina. O Limbitrol não deve ser administrado concomitantemente com IMAO. Nos pacientes em tratamento com IMAO deve-se intercalar uma pausa de 1 ou 2 semanas antes de se iniciar o tratamento com Limbitrol. Apresentação de Limbitrol Limbitrol é apresentado em caixas com 20 cápsulas. Composição de Limbitrol Cada cápsula contém 5 mg de Limbitrol - clordiazepóxido e12,5 mg de Limbitrol - cloridrato de amitriptilina. Laboratório de Limbitrol Prods. Roche Químs. Farms. S.A.

COMENTÁRIOS DOS NOSSOS CLIENTES

7 Comentários

usuário

Preço e facilidades de acesso bons. O prazo de entrega podia ser menor.

04 de Dec

Cristiane

(São Vicente )

usuário

Rapido, pratico e bom preço

04 de Dec

Lara

(Uberlândia )

usuário

Minhas expectativas foram atendidas Obrigada pelo atendimento estou satisfeita

02 de Dec

Sandra

(Castanhal )

usuário

Como sempre,muito bem atendido,pedido chegam rapido,estou muito satisfeito com vcs.um grande abraço e muito obrigado.

02 de Dec

Fernando

(Leme )

usuário

Otima

02 de Dec

Patricia Ribeiro Gaspar

(Cariacica )

usuário

Voltarei a comprar novamente .

02 de Dec

alcione

(POMPEU)

usuário

A entrega um pouco demorada, devido ser pelo correio.

01 de Dec

Fernando

(Ourinhos)