Bem Vindo a Sare Drogarias
LiveZilla Live Chat Software

Televendas

(11) 2021-6464

FLANCOX 400MG C/10

Fabricante: Apsen

Código do Produto: SKUP4062

De R$ 15,15 Por R$ 14,04

R$ 13,34 no pagamento à vista.

Comprar
bandeiras de cartões

DESCRIÇÃO DO PRODUTO

Flancox

Laboratório de Flancox
Apsen
Apresentação de Flancox
Flancox é apresentado em compr. rev. de 300 mg: cx. c/ 14 e 30 compr. compr. rev. de 400 mg: cx. c/ 10 e 20 compr.
Informações sobre Flancox
O Flancox - Flancox - etodolaco é um antiinflamatório não-esteróide (AINE), do grupo dos ácidos pirano-indol-1-acéticos, que apresenta atividades antiinflamatórias, analgésicas e antipiréticas. Os AINEs inibem a atividade da enzima cicloxigenase (COX), diminuindo assim a formação dos precursores das prostaglandinas e tromboxanos a partir do ácido araquidônico. As prostaglandinas (PG), tromboxanos (TX) e leucotrienos (LT) são potentes mediadores derivados do ácido araquidônico. As funções destes compostos são numerosas e envolvem todos os órgãos e sistemas, mas seu papel na fisiologia e patologia ainda não é bem compreendido. As PG e os LT são importantes mediadores das reações inflamatórias. Evidências convincentes suportam a hipótese que a inibição da síntese das prostaglandinas em níveis central e periférico, é responsável tanto pelo mecanismo de ação quanto pelos efeitos tóxicos colaterais das drogas antiinflamatórias não-esteróides. As prostaglandinas são sintetizadas de duas formas: a partir da enzima cicloxigenase (COX), ou seja, da COX-1 e da COX-2. Sendo que a COX-1 produz PG responsável pfunções de citoproteção e COX-2 produz PG nas reações inflamatórias. A família dos ecosanóides compreendeprostaglandinas (PG), os tromboxanos (TX), os leucotrienos (LT) e lipoxinas. Os ecosanóides modulam vários processos metabólicos, inclusive o recrutamento e ativação de leucócitos, homeostasia, o fluxo sanguíneo, o transporte iônico, a contração muscular lisa, a secreção de muco, o crescimento celular e a ação acoplada de estímulo-resposta. Os AINEs inibem a COX-2, mas também a COX-1 e, portanto, causam efeitos gastrointestinais. O Flancox - etodolaco inibe seletivamente a COX-2. Flancox contém a mistura racêmica de [-] R [+] S-Flancox - etodolaco. Assim como ocorre com outros AINEs, foi demonstrado que a forma [+] S é biologicamente ativa, e que ambos enantiômeros são estáveis, não havendo conversão de [-] R para [+] S in vivo.
Indicações de Flancox
Flancox é indicado no tratamento da osteoartrite e da artrite reumatóide (aguda ou crônica). Controle da dor, especialmente a dassociada com inflamação (como nas cirurgias odontológica, obstétrica, traumas e outras condições, como artrite gotosa aguda, dismenorréia e enxaqueca).
Contra Indicações de Flancox
Flanxoc é contra indicado no caso de hipersensibilidade conhecida ao Flancox - etodolaco. Flancox não deve ser administrado a pacientes que tenham apresentado pólipos nasais associados a broncoespasmos, asma, urticária, angioedema, ou outras reações alérgicas após o uso de ácido acetilsalicílico ou outro AINE. Nos casos de úlcera gastroduodenal em evolução; nas insuficiências hepática ou renal severas; em crianças abaixo de 15 anos de idade.
Advertências sobre o uso de Flancox
Devido a possível gravidade das manifestações gastrointestinais, principalmente nos pacientes submetidos a tratamento com anticoagulantes, é importante observar cuidadosamente o aparecimento de sintomatologias digestivas. Nos casos de hemorragias, ulcerações ou perfurações gastrointestinais, o tratamento deve ser interrompido imediatamente. Reações de hipersensibilidade, do tipo anafilactóide, exigem a interrupção imediata do tratamento e a hospitalização do paciente. Precauções Flancox deve ser administrado com cuidados especiais a pacientes que apresentam antecedentes de doenças digestivas, como úlceras gastroduodenais ou colite ulcerativa. No início do tratamento é importante a verificação do volume da diurese e da função renal, principalmente nos pacientes que apresentam insuficiência cardíaca, nos cirróticos ou nefróticos crônicos, bem como naqueles sob tratamento com diurético, ou após uma intervenção cirúrgica, que possa conduzir a uma hipovolemia, particularmente nos pacientes idosos. Durante o tratamento prolongado é recomendado controlar o hemograma efunções hepática e renal. Evitar bebidas alcoólicas, devido a problemas estomacais, durante o tratamento com Flancox. Não ingerir paracetamol, ácido acetilsalicílico ou outros salicilatos, ou AINE (diclofenaco, diflunisal, fenoprofeno, floctafenina, flurbiprofeno, ibuprofeno, indometacina, cetoprofeno, cetorolaco, meclofenamato, ácido mefenâmico, naproxeno, fenilbutazona, piroxicam, sulindaco, ácido tiaprofênico, tolmetina) junto com Flancox - etodolaco. Evitar atividades que exijam atenção (pode ocorrer tontura, sonolência, obnubilação, visão obscura). Pode ocorrer fotossensibilidade. O risco/benefício deve ser avaliado em situações clínicas como: hemofilia ou lupus eritematoso. Asma pré-existente Cerca de 10% dos pacientes com asma podem apresentar reações asmáticas à aspirina ou ácido acetilsalicílico. O uso de ácido acetilsalicílico em pacientes que apresentam tais reações, tem sido associado a broncoespasmo severos e até fatais. O Flancox - etodolaco não deve ser administrado a pacientes que apresentam sensibilidade ao ácido acetilsalicílico com qualquer outro AINE, e deve ser usado com cautela em pacientes com asma pré-existente.
Uso na Gravidez de Flancox
Não existem estudos adequados ou bem controlados sobre o uso em mulheres grávidas. Devido aos efeitos onhecidos dos AINEs sobre o parto e o sistema cardiovular fetal humano no que diz respeito ao fechamento prematuro do canal arterial, o uso do medicamento durante os três primeiros meses e no último trimestre da gravidez é contra-indicado. Amamentação Não se sabe se o Flancox - etodolaco é excretado no leite materno. Como muitas drogas são excretadas no leite materno e em virtude do risco potencial de sérias reações adversas em lactentes, deve-se decidir entre interromper a amamentação ou a medicação, levando em consideração a necessidade do tratamento e a importância do medicamento para a mãe.
Interações Medicamentosas de Flancox
A administração simultânea de Flancox - etodolaco com outros produtos necessita uma avaliação cuidadosa do estado clínico e biológico do paciente. Associações não recomendadas: - Outros AINEs e salicilatos em altas doses: aumento do risco ulcerogênico e hemorrágico digestivo psinergia aditiva. - Anticoagulantes orais, heparina pvia parenteral e ticlopidina: aumento do risco hemorrágico pinibição da função plaquetária e agressão da mucosa gastroduodenal. Quando fnecessário o uso simultâneo, deve ser avaliado o tempo de sangramento e de protrombina. - Sulfamidas: aumento do efeito hipoglicemiante. - Dispositivos intra-uterinos: possibilidade de diminuição dos efeitos do DIU. - Lítio (com qualquer outro AINE): diminuição da excreção renal do lítio, podendo chegar a valores tóxicos de lítio no organismo. Deve ser avaliada a litiemia e dose de lítio. - Metotrexato (conforme outros AINEs): aumento de sua toxicidade hematológica. - Fenitoína: risco de potencialização. Associações que necessitam cuidados: - Diuréticos: risco de insuficiência renal aguda nos pacientes desidratados, pdiminuição da filtração glomerular (diminuição da síntese das prostaglandinas renais). - Antihipertensivos (beta-bloqueadores, captopril, lisinopril, diuréticos - conforme outros AINEs): redução do efeito antihipertensivo pinibição das prostaglandinas vasodilatadoras. - Interferon-alfa: risco de inibição de sua ação. - Probenecida: aumenta a concentração plasmática dos AINEs e o risco de toxicidade.
Reações Adversas de Flancox
Reações mais freqüentes: Cólica abdominal, dispepsia, flatulência, gastrite, diarréia, náusea, tontura, dde cabeça, fraqueza. Reações ocasionais ou raras: Constipação, redução do apetite, sonolência, enrubescimento, sensibilidade da visão à claridade, aumento da ingestão de líquidos, nervosismo, insônia, vômito, visão obscura, sensação de ardência no tórax ou estômago, febre, de aumento da diurese, depressão mental, zumbido no ouvido, erupção de pele ou prurido, sangue nas fezes, dno peito, diminuição da diurese, aumento de pressão sangüínea, cãibra, úlcera, manchas brancas na boca ou nos lábios, dde garganta, edema ou sensibilidade na área do abdome, edemas de face, mãos, pernas e pés, inchaço de glândulas, cansaço ou fraqueza incomuns, ganho de peso, olhos e pele amarelados, desmaio, manchas vermelhas puntiformes na pele, dispnéia, dificuldade em respirar, hemorragia.
Posologia de Flancox
No tratamento com antiinflamatórios não-esteróides deve-se buscar a dose mais baixa e o maiintervalo entredoses para cada paciente. Após a observação da resposta individual à terapia inicial com Flancox, ajustardoses e a freqüência às necessidades do paciente. Nos casos de comprometimento renal leve ou moderado não é necessário ajuste especial de dosagem, mas esses pacientes devem ser observados com cuidado devido ao risco de diminuição da função renal. Os comprimidos de Flancox devem ser tomados sempre com um copo cheio de água, de preferência apósrefeições. A ingestão de água deve ser suficiente, para evitar que o comprimido fique retido no esôfago. O uso de antiácidos não interfere no efeito do medicamento. Analgesia: A dose diária recomendada de Flancox para daguda é de até 1.000 mg, administrados em doses de 300-400 mg a cada 6-8 horas. A dose pode ser aumentada até 1.200 mg/dia, caso necessário para obter o efeito analgésico e após a avaliação dos riscos potenciais em relação ao benefício esperado. Osteoartrose e artrite reumatóide: A dose inicial recomendada de Flancox é de 800 mg a 1.200 mg, via oral, 2 a 4 vezes ao dia: 300 mg, 3 a 4 vezes ao dia; 400 mg, 2 a 3 vezes ao dia. Durante o uso prolongado a dose deve ser ajustada, dependendo da resposta clínica do paciente. Depois de obtida resposta satisfatória, em geral após duas semanas de tratamento, a posologia deve ser individualizada de acordo com a tolerância e a resposta do paciente. Uma dose de 600 mg/dia pode ser suficiente para o uso prolongado. Nos pacientes que apresentam boa tolerância a doses de 1.000 mg/dia pode ser instituído o tratamento com 1.200 mg/dia, se necessário, depois de avaliado o risco/benefício. Limites máximos de dosagem: Adultos com peso menque 60 kg: 20 mg pkg de peso corporal ao dia. Adultos com 60 kg ou mais: 1.200 mg ao dia. Crianças: Não foram estabelecidas a segurança e a eficácia do uso em Pediatria. Idosos: Conforme a dose para adultos.
Superdosagem de Flancox
Os sintomas de superdosagem aguda aos AINEs am-se em geral à: letargia, sonolência, náuseas, vômitos e dores epigástricas, normalmente reversíveis com o tratamento de suporte. Mais raramente podem ocorrer sangramento gastrointestinal, hipertensão, insuficiência renal aguda e depressão respiratória. Não existem antídotos específicos e o tratamento é o recomendado para os antiinflamatórios não-esteróides em geral: Monitorar e manterfunções vitais. Promover o esvaziamento gástrico induzindo a emese e a lavagem intestinal em pacientes atendidos num período de até 4 horas após a ingestão acidental. Administrar carvão vegetal ativado (60 a 100 g em adultos ou 1 a 2 g/kg em crianças), associado com um laxante osmótico. Alguns efeitos adversos dos AINEs incluem nefrite e síndrome nefrótica, trombocitopenia e reações cutâneas graves ou outras reações de hipersensibilidade, que podem responder à administração de glicocorticóides. Terapias tais como diurese forçada, alcalinização da urina, hemodiálise ou hemoperfusão, não serão provavelmente úteis na eliminação do Flancox - etodolaco devido ao seu alto índice de ligação às proteínas. Os pacientes devem ser informados sobre uma possível reação gastrointestinal vários dias após a ingestão da superdosagem, e nos casos de sintomatologia indicativa dessas reações, devem procurar auxílio médico imediatamente.

COMENTÁRIOS DOS NOSSOS CLIENTES

7 Comentários

usuário

A compra foi fácil e a entrega segura e rápida. Obrigada pela atenção.

21 de Dec

jamilly

(taubate)

usuário

Somente tenho elogios pela segurança e presteza , no atendimento aos meus pedidos. Faço votos que a Sare continue sempre com o excelente atendimento que tem demonstrado.

21 de Dec

igor

( PORTO ALEGRE)

usuário

Sou cliente há alguns anos e admiro a qualidade do serviço, especialmente pela seguranca e facilidade na compra, sem apresentar problema na entrega.

21 de Dec

Marcelo

(Brasília)

usuário

ok

20 de Dec

Gustavo

(Brasília)

usuário

Entrega rapida

20 de Dec

raphael

(americana)

usuário

Atendimento excelente a Luciana Siqueira nos deu a maior atenção quando foi necessário. A Sare está de parabéns. Tivemos um problema na entrega, mas acredito que tenha ocorrido com o correios. E neste intervalo da compra e entrega fomos bem atendidos pela a pessoa da Luciana de Siqueira. Obrigada.

19 de Dec

Vicente Firmo Moraes

(Barbalha )

usuário

Tive problema na hora de usar a opção de Débito on-line. A página do banco não abriu e não consegui fazer o pagamento. No site não tem a opção para tentar novamente o pagamento . No site também não tem a opção para trocar a forma de pagamento. Foi preciso cancelar o pedido e fazer outro como Boleto Bancário.

19 de Dec

CLÁUDIO

(Juiz de Fora)