Bem Vindo a Sare Drogarias

Televendas

(11) 2021-6464

BIOCARBO 150MG 1 AMP

Fabricante: Biosintética

Código do Produto: 7896181901662

De R$ 561,58 Por R$ 525,84

R$ 499,55 no pagamento à vista.

ou em até 10x R$ 52,58 s/ juros.

Ligue agora e fale conosco - (11)2021-6464

bandeiras de cartões

DESCRIÇÃO DO PRODUTO

BIOCARBO 150MG 1 AMP

 
Composições de Biocarbo
 
Cada fro-ampola de pó liófilo injetável de 50 mg contém:biocarbo - carboplatina .......... 50 mg biocarbo - manitol .................... 50 mg. 
 
Cada fro-ampola de pó liófilo injetável de 150 mg contém:biocarbo - carboplatina ....................150 mgbiocarbo - manitol ........150 mg
 
Indicações de Biocarbo
 
Indicado para casos de carcinoma do ovário de origem epitelial, carcinoma depequenas células do pulmão, carcinoma epidermóide dasvias aéreas e digestivas superiores. 
 
Efeitos Colaterais de Biocarbo 
 
Toxicidade hematológica: a mielossupressão é a toxicidade dose-ante da BIOCARBO. Nas doses máximas toleradas como agente único, ocorre trombocitopenia com nível plaquetário abaixo de 50.000/mm. Este nível aparece entre os dias 14 e21, recuperando-se após 35 dias do início da terapia. Observou-se, também, uma diminuição dos níveis de hemoglobina.Todas essas reações são mais graves em pacientes com insuficiência renal prévia, capacidade física abalada e indivíduos acima de 65 anos.A mielossupressão é reversível quando se usa aBIOCARBO (biocarbo - carboplatina) isoladamente.Está rita, também, a aparição de complicações infecciosas e hemorrágicas em 4 a 6% dos pacientes tratados com BIOCARBO (biocarbo - carboplatina).
 
Nefrotoxicidade: podem aparecer níveis elevadosde uréia e creatinina em 15% dos pacientes.A incidência e intensidade da nefrotoxicidade estão relacionadas com insuficiência renal prévia ao tratamento com BIOCARBO. Quando existem alterações graves da função renal, o tratamento deve ser interrompido. Dano renal é verificado pela diminuição do clearance de creatinina,abaixo de 60mL/min. Pode também ocorrer diminuição do magnésio, cálcio e potássio séricos.
 
Toxicidade gastrintestinal: 25% dos pacientes apresentam náuseas e vômitos, que respondem à terapêutica antiemética, geralmente desaparecendo em 24 horas. Esta terapêutica pode, igualmente,prevenir o aparecimento dos sintomas.Podem ocorrer diarréia e constipação.
Reações alérgicas: não são freqüentes esta sreações com a BIOCARBO. São semelhantes às observadas com outros compostos à base de platina, ou seja, erupção eritematosa, febre sem causa aparente, prurido,broncoespasmo e hipotensão.Ototoxicidade: pode aparecer diminuição da acuidade auditiva para frequências altas.
 
Neurotoxicidade: O aparecimento de neuropatiaperiférica após administração da BIOCARBO situa-se em torno de 6%. Na maioria dos pacientes, a neurotoxicidade se a a parestesias e hiporreflexia tendinosa. As neuropatias prévias ao tratamento poderão agravar-se com a terapia com BIOCARBO.Outros efeitos indesejáveis: cerca de um terço dos pacientes manifestam anomalias nas provas de função hepática (fosfatas e alcalina, SGOT e SGPT e bilirrubina) que desaparecem espontaneamente ou ao longo do tratamento.
 
Raramente perda transitória da visão, fraqueza, alopécia,efeitos genitourinários, dor, astenia, etc. Como Usar (Posologia) de Biocarbo Notas BIOCARBO , pó liófilo injetável, não contém nenhum conservante antimicrobiano; é destinada somente à administração em dose única. Qualquer solução restante de biocarbo - carboplatina com 12 horas.
 
Cuidados de Administração
 
Esta preparação é destinada somente para uso intravenoso,geralmente pinfusão, durante 15 minutos ou mais. Pode ser administrada em pacientes de ambulatório desde que não se requeira hidratação.
 
Contraindicações de Biocarbo Absolutas:
 
Antecedentes alérgicos à biocarbo – carboplatina ou a outros produtos contendo platina ou biocarbo - manitol. Não deve ser empregado em pacientes com supressão medular ou sangramento severos. Precauções de Biocarbo Supressão medular (leucemia, neutropenia etrombocitopenia) é dose dependente e relaciona-se diretamente com a toxicidade. Contagem sanguínea periférica deve ser freqüentemente monitorada durante o tratamento com biocarbo. Em geral, terapias simples intermitentes de BIOCARBO devem ser repetidas até que a contagem de leucócitos,neutrófilos e plaquetas tenham se recuperado. 
 
O uso de biocarbo - carboplatina em combinação com outros agentes que causem supressão medular, requer muito cuidado com relação à dosagem a fim de minimizar os possíveis efeitos aditivos.A biocarbo - carboplatina pode induzir êmese(vontade de vomitar) que pode ser mais severa em pacientes que estejam recebendo terapia prévia emetogênica. A incidência e a intensidade da êmese podem ser reduzidas pelo uso de medicações antieméticas.
 
A neurotoxicidade não é frequente; contudo, em pacientes idosos e/ou tratados previamente comcisplatina sua incidência aumenta.Têm sido relatadas reações alérgicas à biocarbo - carboplatina.Elas podem ocorrer minutos após a administraçãoe podem necessitar terapia de suporte apropriada.Altas doses de biocarbo - carboplatina podem resultar em severas anormalidades nos testes de função hepática.
 
A mielossupressão tem relação direta com a função renal. Os pacientes com disfunção renal ou em tratamento com outros fármacos nefrotóxicos podem sofrer mielossupressão mais intensa e prolongada. Pisso, é necessário vigilância sobre os parâmetros renais, antes e durante a terapia.A biocarbo - carboplatina possui um potencial nefrotóxicoado, porém, tratamento concomitante comaminoglicosídeos tem resultado em aumento.
 
Gravidez e Lactação de Biocarbo A biocarbo - carboplatina pode causar anormalidades fetais quando administrada em mulheres grávidas. Mulheres em idade fértil também devem ser avisadas sobre os riscos e devem ser aconselhadas a não engravidar durante o tratamento.Não se sabe ao certo se a biocarbo - carboplatina é excretadano leite materno. 
 
Interações Medicamentosas de Biocarbo:
 
Não administrar BIOCARBO (biocarbo - carboplatina) com antibióticos aminoglicosídeos ou outros fármacosnefrotóxicos, pois poderá haver potencialização de efeitos.
 
Não se deve entrar em contato com alumínio, pois este pode reagir com a biocarbo - carboplatina causando formação de precipitado e perda de potência.- Biocarbo - carboplatina/mielossupressores: O uso simultâneo de biocarbo - carboplatina com outras terapiasmielossupressoras pode necessitar mudanças na dosagem ou frequência da administração 
 
Precauções especiais que devem ser seguidas para segurança :
 
A preparação da droga deverá ser feita em área restrita;o ideal é manipulá-la em um fluxo laminar vertical identificado(Biologycal Safety Cabinet - Class II). A superfície de trabalho deverá estar coberta com plástico artável revestida ppapel absorvente.
 
Devem ser utilizadas roupas protetoras adequadas, tais como: luvas artáveis, óculos de segurança, vestimentas e máscaras artáveis. Em caso de contato com os olhos, lavar com grande quantidade de água ou solução fisiológica.Todos os instrumentos e seringas a serem usados devem possuir acessórios Luer-Lock. Uma possível formação de aerossóis pode ser reduzida pelo uso de agulhas de largo calibre e/ou agulhas hipodérmicas com abertura de escape.
 
Dosagem: Carcinoma ovariano avançado:
 
1- Tratamento inicial. Em pacientes com carcinoma ovariano avançado, a biocarbo – carboplatina em combinação com outras drogas é recomendada na dose de 300 mg/m2 I.V., no 11 dia de cada 4semanas p6 ciclos.
 
2- Tratamento secundário. A biocarbo - carboplatina, como monoterapia, tem sido eficaz em pacientes com carcinoma ovariano. A dosagem recomendada é de 360 mg/m2 I.V. , recorrência no 11 dia de cada4 semanas. Metástase de carcinoma de pequenas células do pulmão:A dose recomendada é de 400mg/m2, dose única I.V,administrada pinfusão rápida, pcurto período de tempo (15 - 60 min.).
 
A terapia não pode ser repetida antes de 4 semanas após o tratamento prévio com biocarbo - carboplatina.
 
O uso ideal em combinação com outros agentes mielossupressoresrequer ajuste de dose de acordo com a dieta e esquema posológico adotado. 
 
EM CASO DE DÚVIDAS E MAIS INFORMAÇÕES SOBRE O MEDICAMENTO CONSULTE A BULA E UM MÉDICO SEMPRE. 
 

COMENTÁRIOS DOS NOSSOS CLIENTES

7 Comentários

usuário

Minhas expectativas foram atendidas Obrigada pelo atendimento estou satisfeita

02 de Dec

Sandra

(Castanhal )

usuário

Como sempre,muito bem atendido,pedido chegam rapido,estou muito satisfeito com vcs.um grande abraço e muito obrigado.

02 de Dec

Fernando

(Leme )

usuário

Otima

02 de Dec

Patricia Ribeiro Gaspar

(Cariacica )

usuário

Voltarei a comprar novamente .

02 de Dec

alcione

(POMPEU)

usuário

A entrega um pouco demorada, devido ser pelo correio.

01 de Dec

Fernando

(Ourinhos)

usuário

Sou Enilde Cirqueira e gostei de comprar na SARE, pois chegou dentro do prazo, tudo certinho. Eu recomendo, quem precisar pode comprar sem medo a entrega é garantida. Parabéns!!!

01 de Dec

ENILDE

(ESTREITO)

usuário

atendimento por parte da luciana excelente muito pontual e objetiva no seu atendimento para comigo em destaque

30 de Nov

José E de Oliveira

(Mairiporã )