Bem Vindo a Sare Drogarias
LiveZilla Live Chat Software

Televendas

(11) 2021-6464

AAS INFANTIL C/10

Fabricante: Sanofi Aventis

Código do Produto: 7897595900593

De R$ 4,20 Por R$ 4,10

R$ 3,91 no pagamento à vista.

Comprar
bandeiras de cartões

DESCRIÇÃO DO PRODUTO

Ácido acetilsalicílico 

 
Forma farmacêutica e de apresentação AAS comprimidos Adulto: 
Embalagem contendo 20, 200 ou 500 comprimidos. AAS comprimidos Infantil: embalagem contendo 30 ou 200 comprimidos. USO ADULTO E PEDIÁTRICO COMPOSIÇÃO AAS.
Adulto: Cada comprimido contém  Ácido acetilsalicílico 500 mg Excipiente q.s.p. 1 comp. Contém: amido de milho 
AAS Infantil: Cada comprimido contém: Ácido acetilsalicílico 100 mg Excipiente q.s.p. 1 comp. Contém: vanilina, sacarina sódica, lactose monoidratada, dióxido de silício, amido de milho, corante amarelo nº5, corante amarelo nº6.
 
Ação esperada do medicamento AAS:
 
Um produto que possui em sua fórmula uma substância chamada ácido acetilsalicílico. Esta substância tem a propriedade de baixar a febre (antitérmico), aliviar a d(analgésico) e reduzir a inflamação (antiinflamatório). Pisso, é utilizado para alívio dos sintomas de várias doenças como gripes, resfriados e outros tipos de infecções. O ácido acetilsalicílico também é utilizado para prevenção do infarto do miocardio, do derrame cerebral e outras doenças dos vasos sanguíneos. 
 
Cuidados de conservação AAS:
 
Deve ser protegido da umidade e deve-se evitar a exposição ao calexcessivo. Prazo de validade AAS comprimidos - 24 meses a partir da data de fabricação, desde que mantido em condições ideais de conservação. Ao comprar qualquer medicamento verifique o prazo de validade. Não use remédio com prazo de validade vencido. Além de não obter o efeito desejado, você poderá prejudicar sua saúde. Gravidez e lactação Informe ao seu médico a ocorrência na vigência do tratamento ou após o seu término. Informe também seu médico caso esteja amamentando. AAS não deve ser utilizado no último trimestre de gravidez. 
 
Cuidados de administração:
 
O comprimido para ADULTO (500 mg de ácido acetilsalicílico) deve ser ingerido com quantidade suficiente de água para permitir a correta deglutição. O comprimido INFANTIL (100 mg de ácido acetilsalicílico) deve ser colocado na boca e deixado dissolver. Pode também ser pulverizado e adicionado ao leite ou água. Evitar a ingestão concomitante de bebidas alcoólicas. Manter o intervalo mínimo de 4 horas entre cada administração; não ultrapassardoses estabelecidas na posologia sem prévia orientação médica. Siga a orientação do seu médico, respeitando sempre os horários,doses e a duração do tratamento. Não interrompa o tratamento sem o conhecimento de seu médico, pois isto poderá prejudicar o tratamento de sua doença. 
 
Reações adversas:
 
Informe seu médico sobre o aparecimento de reações desagradáveis com o uso de AAS, em especial sintomas como acidez no estômago, reações cutâneas alérgicas, zumbido, tonteira, e outras atribuíveis ao medicamento. AAS não deve ser utilizado ppacientes alérgicos a outros analgésicos e antiinflamatórios do mesmo tipo. TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DAS CRIANÇAS. 
 
Contra-indicações e Precauções AAS:
 
É contra-indicado a pacientes com:
  • Doenças no estômago, fígado e rins. 
  • Não deve ser usado em hemofílicos e naqueles pacientes que estejam fazendo uso de anticoagulantes. 
  • Pacientes com hipersensibilidade ao ácido acetilsalicílico e a outros antiinflamatórios não esteroides
  • Pacientes predispostos a dispepsias ou sabidamente portadores de alguma lesão da mucosa gástrica.
  • O AAS só poderá ser empregado durante a gravidez e lactação sob orientação médica. 
Características AAS:
 
Possui ações antitérmica, analgésica e antiinflamatória; também inibe a agregação plaquetária. A inibição da agregação plaquetária é decorrente de uma interferência com a produção de tromboxano A2 no interida plaqueta. Todavia, a utilização dessa propriedade antiagregante requer prévia avaliação clínica do paciente, de modo a permitir o adequado ajuste posológico pelo médico. 
 
Indicações terapêuticas principais AAS:
 
Indicado como analgésico, antitérmico e antiinflamatório. Pode ser empregado para o alívio das dores de cabeça, mal-estar e febre das gripes e dos resfriados comuns, assim como nas condições febris de maneira geral. Nas dores musculares fortes e moderadas; no alívio temporário das dores moderadas da artrite do reumatismo, do lumbago, da ciática; nas dores de dente, nas dores das neuralgias e neurites; nas dores funcionais da menstruação; na insônia decorrente de estados dolorosos leves; no mal-estar e nas febres pós-imunizações. AAS pode, ainda, ser utilizado para reduzir o risco de ataque isquêmico transitório recorrente (TIA) ou nos pacientes com histórico de isquemia cerebral transitória devida a embolia fibrino-plaquetária (ver PRECAUÇÕES) assim como para reduzir o risco de infarto do miocárdio (IM), fatal ou não, naqueles pacientes com história de infarto prévio ou de angina pectoris instável. 
 
Precauções e Advertências:
 
A administração deve ser cautelosa nos pacientes com função renal comprometida, particularmente nas crianças, e sempre que o paciente estiver desidratado. O AAS somente deverá ser empregado durante a gravidez sob orientação médica. Não exceder a posologia recomendada na bula sem prévia orientação médica. A eficácia do ácido acetilsalicílico na redução do ataque isquêmico transitório (TIA) em mulheres, ou o benefício no tratamento no AVC, em ambos os sexos, ainda não foram suficientemente comprovados. O ácido acetilsalicílico, que devido a algumas de suas propriedades prolonga o tempo de coagulação sangüínea, não deve ser usado em altas doses nos últimos três meses de gestação, exceto sob estrito acompanhamento médico, pois pode causar problemas no feto ou complicações durante o parto. O mesmo cuidado deve ser tomado em relação às mulheres que estejam amamentando. Existem relatos sugerindo que o uso de ácido acetilsalicílico em crianças e adolescentes com febre devida a infecção viral, especialmente nas gripes ou catapora, pode causar uma doença séria, porém rara, chamada "Síndrome de Reye". Pesta razão, estes pacientes não devem usar este medicamento antes de consultar um médico sobre a "Síndrome de Reye". 
 
Interações medicamentosas:
 
Alguns efeitos do ácido acetilsalicílico no trato gastrointestinal podem ser potencializados pelo álcool. Pode ser aumentada a atividade dos anticoagulantes cumarínicos e a atividade hipoglicemiante das sulfoniluréias. Os anticoagulantes podem acentuar o efeito hemorrágico do ácido acetilsalicílico sobre a mucosa gástrica. O ácido acetilsalicílico diminui o efeito de agentes uricosúricos como a probenecida e a sulfinpirazona. Barbitúricos e outros sedativos podem marar os sintomas respiratórios da superdosagem com ácido acetilsalicílico e tem sido relatado aumento da toxicidade daqueles. A atividade do metotrexato pode estar marcadamente acentuada e sua toxicidade aumentada.
 
Reações colaterais:
 
O ácido acetilsalicílico pode provocar irritação da mucosa gástrica e sangramento digestivo sobretudo em dose alta e tratamento prolongado. Embora pouco comuns, podem ocorrer casos de hipersensibilidade manifestada pbroncoespasmo, asma, rinite, urticária e outras manifestações cutâneas. O uso prolongado do ácido acetilsalicílico em altas doses tem sido associado com diminuição da função renal. 
 
Posologia e modo de usar:
 
AAS adulto - 1 a 2 comprimidos, podendo repetir a dose a cada 4 ou 6 horas até um máximo de 8 comprimidos ao dia. 
AAS infantil - Crianças até 1 ano de idade, a critério médico; de 1 ano a 2 anos, 1/2 a 1 comprimido; de 3 a 5 anos, 1 a 2 comprimidos, de 6 a 9 anos, 2 a 3 comprimidos; de 10 a 12 anos, 4 a 5 comprimidos. Estas doses podem ser repetidas até 3 vezes ao dia, podendo variar segundo orientação médica. Indicações sob supervisão médica: como inibidda agregação plaquetária, 
AAS tem sido usado em dose diária variável, de 50 a 325 mg.
 
Superdosagem
 
Nos casos de intoxicação moderada, o esvaziamento do estômago paspiração ou emese, ou a lavagem gástrica, serão normalmente medidas suficientes. Nos casos de intoxicação grave (concentrações de salicilato acima de 500 mcg/ml de plasma em adultos e 300 mcg/ml em crianças) deve-se realizar lavagem gástrica juntamente com diurese pinfusão intravenosa de solução fisiológica com bicarbonato de sódio, ou Ringer-lactato ou solução de glicose. 
 
Pacientes idosos:
 
Nos pacientes idosos, devido deterioração da função renal e gástrica há necessidade de um acompanhamento clínico mais cuidadoso, com o objetivo de evitar efeitos colaterais de maigravidade. 
 
 
VENDA SEM PRESCRIÇÃO MÉDICA SIGA CORRETAMENTE O MODO DE USAR. NÃO DESAPARECENDO OS SINTOMAS, PROCURE ORIENTAÇÃO MÉDICA. Lote, fabricação e validade: VIDE RÓTULO E/OU CARTUCHO M.S. - 1.1924.0011 Farm. Resp: L. Mazieri Netto CRF-RJ Nº 6451 LOGOTIPO SANOFI SANOFI WINTHROP FARMACÊUTICA LTDA Av. Brasil, 22.155 - Rio de Janeiro - RJ C.G.C. Nº 61.099.966/0007-08-Indústria brasileira Dr. Luiz Mazieri Netto CRF-RJ N.º 6451 Farmacêutico Responsável.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

COMENTÁRIOS DOS NOSSOS CLIENTES

7 Comentários

usuário

Muito bom o atendimento. Os produtos chegaram certo e no prazo combinado!

19 de Nov

Jefferson

(Muriaé)

usuário

Gostei, a entrega foi no prazo previsto.

18 de Nov

IRACY

(Belo Jardim)

usuário

Obs: Já comprei 04 vezes, mas na última compra a entrega atrasou, estavam com problema no sistema.

18 de Nov

Tânia

(Capão da Canoa)

usuário

excelente atendimento, e rapidez para entrega. parabéns.

18 de Nov

JOAQUIM

(TANHAÇU)

usuário

a compra foi ótima

18 de Nov

MANOEL

(Cáceres )

usuário

Nota mil. Muito bom!!!

18 de Nov

José

(PERUIBE)

usuário

otimo tudo nos conformes

18 de Nov

Daniel

(Pirassununga )